faixa40

Voltar a pagina principal

TIRIRICA

Cyperus esculentus

http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTSk94Y6sJYw0jzXlAPiKX-TfpLuDh0qnN_LZUDRDyui2mZ5BWnfg

Resultado de imagem para tiririca erva

Chufa! A nossa tiririca

Aqui chamamos de Tiririca, na Espanha chamam de Chufa. Tem aos montes na minha futura horta, tem por todo quintal, pela rua, em qualquer lugar com terra, se vê a famosa tiririca, uma vizinha dada a conhecer muitas ervas medicinais, disse que essa planta deveria ser estudada, pois certamente serviria para salvar vidas, curar doenças. É coisa de Deus uma plantinha ser tão resistente, e o sinal dos pássaros ela também tem, os pardais gostam de suas sementes. Dizem que tudo que eles comem é bom.

Fui no Google “caçar” utilidades para ela, descobri coisas muito legais, primeiro a danada não é veneno, é forte mesmo nasce em qualquer lugar, serve para não deixar o solo compactar, necessita de pouquíssimo nutriente para sobreviver, mas sofre sem o sol, inclusive essa informação é muito usada por quem não quer elas invadindo, plantam coisas que lhes faça sombra.

Mas eu fiquei pasma mesmo, foi ao descobrir que a nossa tiririca tem um nome diferente na Espanha, é tratada lá com muito carinho, e o que matamos aqui com kilos de veneno, lá cultivam lavouras enormes, é ingrediente de uma bebida nacional, cheia de valores nutricionais.

Conclusão? O que mata no mundo não é a fome, mas a falta de informação.

Me lembra do artigo da Embrapa falando do Amaranto que os agricultores não se convencem ser muito útil, e merece ser a cultura principal e não somente uma cultura de ajuda na conservação de solo.

Imagina suco de tiririca? Meu marido achou uma abominação:“[...]onde já se viu?! Isso é coisa lá de espanhol, a planta de lá deve ser outra, a nossa pode ser venenosa, já pensou nisso?”

Pra acabá, como diz minha filha, a danada não tem glúten, conheci uma criança numa creche que tinha essa restrição alimentar, é de partir o coração, magrinha e infeliz de não comer o que os outros comiam, se pelo menos ela fosse forte como os outros! Uma planta dessa ajudaria esse tipo de pessoa também.

Quanto preconceito… eu agora olho para o que antes era um canteiro cheio de tiriricas que eu ia arrancar e arrancar, sabendo que elas iam brotar e brotar, agora fico feliz que uma coisa tão boa criada por Deus, tão útil nasce expontaneamente no meu quintal, por todo meu país.

Junça repleta de benefícios para a saúde

Junça (Cyperus Rotundus) é considerada como erva daninha, encontrada em quase todas as regiões brasileiras e temida pelos agricultores. Ela é encontrada em quase todas as regiões do planeta.

Ela é conhecida por vários nomes tais como tiririca, tiririca do brejo, hamassuguê, capim-dandá, cebolinha, erva-coco, junça-aromática, tiririca-comum e tiger nuts.

Conheça a Junça

É uma planta invasora que incomoda ao extremo os agricultores devido a sua rápida propagação, que toma conta de hortas, canteiros e lavouras.

A junça se reproduz de forma sexuada e assexuada. O crescimento da planta é a partir das raízes que sempre sobram no terreno. Os tubérculos que sobram se mantêm dormentes no solo. Ela se propaga mais rapidamente na época das chuvas.

Propriedades Terapêuticas da Junça

A planta possui uma variedade de propriedades terapêuticas tais como adstringente, afrodisíaca, anti-helmíntica, anti-histamínica, anti-inflamatória, antipirética, carminativa, diaforética, diurética, estimulantes, vermífuga e estomáquica.

Utilização da Junça

Ela é rica em vitaminas E e C; em fibras prebióticas, que são importantes para alimentar as bactérias benéficas do intestino, ajudando o crescimento da flora intestinal e dos níveis de insulina no organismo; contribuindo para a prevenção de inúmeras doenças e desequilíbrios da saúde.

É rica em sais mineiras tais como ferro, magnésio, potássio, zinco e fósforo, que são muito benéficos para a saúde. A ingestão dos tubérculos ajudam na melhora do funcionamento do sistema cardiovascular, na formação de músculos e estimulam o libido. O alimento não contém glúten sendo indicado também para os celíacos.

Ela é utilizada de várias formas seja como alimento ou na medicina popular em variadas regiões. Na Índia, há estudos sobre o extrato dos tubérculos para uso nas doenças como febre, cólera e diarreia pela medicina Ayurvédica, que é a medicina tradicional dos indianos.

Onde encontrar a junça?

A planta é encontrada facilmente em quintais das casas de roças, em hortas e lavouras. Seus tubérculos industrializados denominado de tiger nuts são encontrados em mercados e em casas que vendem produtos naturais.

Junça

Tiririca (Foto fonte: www.remediosdavovo.com.br)

Junça (foto fonte: www.youtube.com)

Junça (foto fonte: www.youtube.com)

DANDA DA COSTA

Nome Científico – Cyperus Rotundus L.

Sinônimos – Dandá, Tiririca do Brejo, Capim Dandá, Junça Aromática, Campim Cipérus

————————————————————————————————

Embalagem – 10g (3 banhos) em pacote plástico ZIP (8cm C x 13cm A)

Classificação – Quente ou Agressiva (Tubérculo e Raiz)

Função – Diluir, Coagular, Esgotar, Purificar

Orixás – Omulú, Obá, Ogum, Iansã

Cor Energética – Vermelho Intenso e Terroso

————————————————————————————————

INDICAÇÕES – A Dandá da Costa também conhecida como batatinha da tiririca possui funções diferentes conforme a parte a ser utilizada.
O Tubérculo e a Raiz, considerados quentes, são poderosos e profundos limpadores para situações de magia negativa muito intensa e complexa. Verdadeiro ácido desagregador, desmontador e decompositor para magias negativas em que se usam animais, sangue e ossos.
Suas folhas, consideradas mornas, são indicadas como estimulante e vitalizador da energia de outras ervas e usadas nos amacis e banhos estimulantes de vitalidade.

CARACTERÍSTICAS – A Cyperus rotundus, mais conhecida como tiririca ou junça, é uma planta pequena, de rápido desenvolvimento, que produz pequenos tubérculos de alto poder regenerativo. É uma erva daninha de difícil controle no campo.
No Brasil, ocorre praticamente em toda a extensão territorial.

PARTE UTILIZADA – Tubérculo e raiz.

 

 

Pedido Fone  43 3325 5103