Voltar ao menu principal

Salvia

Descrição: http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSmY0VuP3ZnvvFkA8LgznQbW1R22OEK7o00OY9N6RF-nLyStSmL2A

Descrição: http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQ7WvEW07KhSfX_ciCalGkdOg_07acu-SHPYuGyOxZ8JYGzjcTN

Descrição: http://lh6.ggpht.com/_YliehjkfxUc/THyOMpTnrnI/AAAAAAAAEeI/_wkwJ8YJywg/salva-salvia.jpg

 

DESCRIÇÃO: A sálvia (Salvia officinalis L.) é uma planta medicinal, utilizada como antiespasmódica e estimulante. Como estimulante, atua no coração e nos rins, além de ser sudorípara e tônica. Também é conhecida como salva ou salva-das-boticas. 
É uma planta pequena, um arbusto que chega, no máximo, a meio metro de altura. Possui muitos ramos e flores azuis. Suas propriedades medicinais, no entanto, residem nas suas folhas, que contém um óleo aromático, além de resinas e bálsamos. 

INDICAÇÃO: Chá de Salvia => Tônico mental, azia, bronquite, catarro, diabete, diarréia, digestivo eficaz, estomatite, gengivite, inflamação, excesso de oleosidade, reumatismo, vômito, tosse, menopausa, faz vir à menstruação.

COMO FAZER:  2 colheres/sopa de erva para um litro de água quando a água alcançar fervura, desligue. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida é só coar e beber. 

COMO BEBER: Tomar 2 a 3 xícaras ao dia. 

 

Sálvia: benefícios e propriedades medicinais

Benefícios, efeitos colaterais e propriedades da sálviaSalvia officinalis, planta medicinal também conhecida como salva e salva-dos-jardins.

A sálvia (Salvia officinalis) é uma planta medicinal também conhecida como salva, salveta sálvia-vermelha, salva-das-boticas, sálva-dos-jardins, salva-ordinária, salva-menor e sage (inglês). Pertence a família Lamiaceae.

Benefícios da sálvia

A sálvia tende a ter um efeito secante e já foi usada para controlar a produção de saliva excessiva, comum em doenças como o Mal de Parkinson. Melhora a digestão de comidas gordurosas e atua como um preservativo natural. As folhas são acrescentadas a saladas simples, pães, recheios, sopas, guisados, queijos, peixe e carnes e com a planta é possível fazer vinagre, manteiga e vinho. As folhas e flores podem ser adoçadas.

Na medicina alternativa, o cataplasma de folhas frescas é usado para picadas de inseto e feridas. O gargarejo é indicado para feridas na boca, laringite, dor de garganta e amigdalite. A lavagem para eczema, sumagre-venenoso e psoríase. Em forma de enxaguante para combater caspa, cabelos oleosos e escurecer cabelos grisalhos. Ducha para leucorreia. Também é usada em mulheres que têm menstruações excessivas.

É ingrediente de várias pastas de dente e possui vapor facial refrescante. As folhas frescas esfregadas nos dentes atuam como um agente embranquecedor. A salva seca quando queimada é usada para purificação de energia negativa. O fumo das folhas era usado tradicionalmente para aliviar os sintomas da asma. O cheiro das folhas exalado promove a agilidade mental e há muito tempo atrás era usado por estudantes.

Benefícios da sálvia para pacientes com diabetes

Um estudo realizado em 2006 pela Universidade do Minho, em Braga (Portugal), verificou os efeitos anti-diabéticos de uma infusão de chá de sálvia em ratos. Os resultados mostraram efeitos de infusão de chá sobre os níveis de glucose em animais normais parecidos com o metformina (um medicamento utilizado para tratar o diabetes tipo 2), produzindo efeitos sobre as células de fígado dos animais, sugerindo que a erva pode ser útil como um suplemento alimentar indicado para prevenir o diabetes mellitus tipo 2 através da redução da glucose no sangue em indivíduos em risco.


Composto por ervas medicinais que atuam diretamente na regularização do açúcar no sangue (pata-de-vaca, cajueiro, jaborandi, jamelão, pedra-ume e sucupira)

Contraindicações e efeitos colaterais da sálvia

Doses grandes devem ser evitadas durante a gravidez, amamentação (a planta tende a secar o leite do peito), por pessoas com epilepsia ou por períodos estendidos.

História e curiosidades

O nome popular da salva é derivado do latim salvere, que significa “estar com a saúde boa”. O provérbio antigo: “Cur moriatur homo cui salvia cresit in horto?” significa “Por que deveria morrer um homem que tem sálvia em seu jardim?”. A planta quando crescia nos jardins medievais significava prosperidade.

 

Pedido Fone 43 3325 5103