0

 

Voltar ao menu principal

QUARESMEIRA

               https://3.bp.blogspot.com/_jf5pZSfZAh4/TUq3RsWXwZI/AAAAAAAAP0Q/dQ5metOq6pA/s640/Quaremeira1.JPG                 

 

https://1.bp.blogspot.com/_jf5pZSfZAh4/TUq3VWFCJYI/AAAAAAAAP0U/Aba4I_Y3RRU/s640/Quaresmeira2.JPG

https://4.bp.blogspot.com/_jf5pZSfZAh4/TUq5DIARn7I/AAAAAAAAP0c/MoMSeysdVHw/s1600/Quaresmeira4.JPG

https://2.bp.blogspot.com/_jf5pZSfZAh4/TUq3fUYhxiI/AAAAAAAAP0Y/886MyCIYyqo/s640/Quaresmeira3.JPG                   

 

QUARESMEIRA OU MANACÁ DA SERRA

 

 

O prédio onde eu moro é privilegiado. Tem um belo jardim com duas paineiras, sibipirunas,  jasmim  do cabo (frangipani) e plantinhas menores além de um belo gramado onde transitam as tartarugas do Zé  e onde corriam porquinhos da india, comidos por um gato faminto.

Já escrevi sobre quase todas as árvores. Mas, descobri mais uma. Não tem cara de árvore, os ramos começam desde baixo, rente ao chão e agora começou a florir. A cada dia mais e mais flores. Estou fotografando a seqüencia.

A principio disseram ser Jacarandá. Não mesmo. Achei que era uma Quaresmeira, embora fora do tempo e finalmente, comparando as duas irmãs gêmeas fiquei com manacá da Serra. Afinal estudei um pouco de botânica, mesmo que não lembrasse mais nada, o Google está aí para tirar dúvidas. Então, vamos lá porque um pouco de informação não faz mal a ninguém.

 

QUARESMEIRA  (Tibouchina granulosa) é uma árvore brasileira pioneira, da Mata Atlântica,.Seu nome popular é devido à cor das flores e época de floração: entre os meses de janeiro e abril, e também em junho-agosto. Além da variedade com flores roxas há a de flores rosadas

Árvore de 8 a 12 m de altura  Apresenta folhas o ano inteiro. As  folhas são lanceoladas, pilosas, verde-escuras, rijas, com nervuras nítidas longitudinais e paralelas.

A semente é minúscula: 1 kg contém mais de 3 milhões de unidades. A dispersão é feita pelo vento e a taxa de germinação é baixa.

Por ser planta rústica suporta clima seco e quente, e solos pobres.. É considerada por especialistas a Tibouchina mais fácil de ser cultivada.

 

MANACÁ DA SERRA (Tibouchina mutabilis) Pertence ao mesmo gênero da quaresmeira (Tibouchina granulosa) . Pode atingir de 2 até 15 m de altura. Possui flores brancas e rosas o que lhe proporciona uma floração espetacular. A flor de centro branco e pétalas azuis muda de cor após fecundada. Floresce durante a primavera e o verão, entre novembro e fevereiro, com belas floradas com flores que variam do branco ao lilás colorem a paisagem regional do final do ano.

A variação na coloração das flores é decorrente do amadurecimento diferencial das partes masculina e feminina, sendo as brancas, recém abertas, funcionalmente femininas (recebem pólen de fora) e as roxas ou lilases são as flores velhas, masculinas, liberando pólen.

 

A multiplicação também pode ser feita por estacas. Devido ao porte alto e sistema radicular não agressivo, é muito usada como ornamental em jardins e ainda na arborização urbana, não interferindo em fios e tão pouco danificando as calçadas. Podemos encontrar também o manacá-da-serra-anão, que possui flores menores, assim como o porte, em torno de 3 metros, muito recomendado para áreas menores, como jardins domésticos e vasos de porte maior.

 

Muito parecidas. Mesmo gênero - Tibuchina; espécies diferentes - granulosa (quaresmeira) e mutábilis (manacá da serra)



Comparando as características das duas, fico com MANACÁ DA SERRA.  Se apresenta de uma maneira sui generis porque tem ramificações desde a base e não tem nenhuma cara de árvore.

Os “meus” Manacá da Serra