Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\Ervas Londrina\index_arquivos\image002.jpg

Voltar ao menu principal

POEJO

 

Descrição: Descrição: http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTiwxpVWXtlA-CKfhrRwA39o7lxd8DOLchELk_V6ZeSb3NWk4i-

Descrição: Descrição: http://t2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcR2eMOdOE4D2nrHZrvkqgrn4HptPS_QFRFFw0iEEJTgMhxqhCOg

Descrição: Descrição: http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcT32PGAQ0AZbhyDKUxD2nQn22j2fbeLcaTZ1EaeEAaDRPV-5XUS

Descrição: Descrição: http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcT5k_cDR51NpMMdBHcSP2mpjF84pVUhUx_UxuvOChIs-d0vAR-g

O poejo (Mentha pulegium) é uma das espécies mais conhecidas do género Mentha. Da família Lamiaceae, é uma perene cespitosa de raízes rizomatosas que cresce bem em sítios húmidos ou junto de cursos fluviais, onde pode ser encontrada selvagem entre gramíneas e outras plantas. Os seus erectos talos quadrangulares, muito ramificados, podem chegar a medir entre 30 a 40 cm.

As folhas são lanceoladas e ligeiramente dentadas, de cor entre os verdes médio e escuro. Dispõem-se opostamente ao longo dos talos.

As diminutas flores rosadas nascem agrupadas em densas inflorescências globosas. (Fonte: Wikipedia)

Descrição: Poejo

Poejo

Nomes Populares:

  • erva de são lourenço,
  • poejo das hortas
  • poejo real,
  • menta selvagem
  • menta silvestre

Propriedades:

  • Funciona como tônico;
    • Excitante;
  • E bom contra dores de barriga;
    • contra gases;
    • enjôo;
    • espasmos gastrointestinais;
    • colecistite;
  • Auxilia na ausência de menstruação;
  • Em dores histéricas;
  • Em forma de chá atua como expectorante nas bronquites.
  • Estimula o apetite

Chá de poejo – Benefícios e propriedades

  • Por Natália Petrin em Planta

Pertencente ao gênero Mentha, a planta é muito conhecida por suas propriedades medicinais. A planta aromática pertence à família das Lamiaceae e é de crescimento espontâneo, natural do Mediterrâneo e da Ásia ocidental, onde é usada devido às suas propriedades carminativas, relaxantes e emenagoga. A planta pode ser encontrada para comprar em lojas de produtos naturais, algumas farmácias de manipulação e lojas online, além de ser muito comum, atualmente, em hortas até mesmo no Brasil.

Propriedades e benefícios

O chá de poejo é muito indicado devido a sua ação como expectorante, ajudando no tratamento de gripes, resfriados, tosse crônica, asma, além de ser eficaz também no tratamento de diarreia, enjoo, acidez e ardor no estômago.

Entre suas propriedades, citamos sua ação como carminativa, digestiva, vermífuga, expectorante, antisséptica, antiespasmódica e emenagoga. Com compressas, a planta é eficaz no alívio de dores reumáticas, além de agir como um repelente natural contra insetos como moscas, pernilongos e pulgas. O consumo do chá, por sua vez, é eficaz no alívio de dores menstruais, na redução da ansiedade, diminuição da formação dos gases e no tratamento da insônia.

Como preparar o chá?

Descrição: Chá de poejo – Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Para preparar o chá, use a proporção de duas colheres de sopa de erva poejo para cada litro de água. Em um recipiente, coloque a água e leve ao fogo. Adicione a erva e quando a mistura alcançar fervura, desligue e tampe, deixando a solução abafada por um período de, aproximadamente, 10 minutos. Passado esse período, coe e consuma. A dose indicada é de duas a três xícaras por dia, sempre antes das principais refeições – café da manhã, almoço e jantar -. Quando se tratar de doenças respiratórias, consuma uma xícara a cada 6 horas.

Outra forma de consumir a planta, é fazendo sachês perfumados para colocar em armários e ambientes da casa. Em pequenos pedaços de pano fino, coloque algumas folhas secas e amarre, pois isso ajuda a deixar um cheiro agradável, além de afastar insetos e eliminar o mofo.

Contraindicações e precauções

O consumo do chá é contraindicado para gestantes, principalmente nos primeiros meses, pois a erva poejo pode causar hemorragias e levar ao aborto. Além disso, a planta possui uma substância considerada tóxica quando consumida em altas quantidades, a pulegona. É importante, por esses e vários outros motivos, que antes de iniciar o tratamento com medicamentos, sejam eles naturais ou industrializados, você consulte um médico e informe sobre todos os medicamentos que toma e suas condições de saúde.