Voltar ao menu principal

PAU SANTO

 

Descrição: Descrição: http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSWYg8z_t9pHGIWQTV9zi8HGf6v8X694YWSaaBzrEP2BX617qpCKA

 

Descrição: Descrição: http://t2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcT0pnYf8nmx_Vz7JRu3X_HAoy22pUsTwtqTihKHWzFtPurop3w2

Descrição: Descrição: http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRIJo4-VeW-w9nwBt-L_vinYfKj-7KnJztAMCSpEjcG8VVgKpqg

Descrição: Descrição: Pau Santo

O Pau-Santo (Bulnesia sarmientoi) é uma árvore de incidência exclusiva da parte mais ocidental do Pantanal Matogrossense, na fronteira com a Bolívia e Paraguai, sendo que é mais comum nos países em questão do que no próprio Brasil. Sua madeira é pesada, dura e de grande durabilidade também. Alguns dizem que esse nome provém do fato de ela ser muito durável, outros já dizem que é pela sua resina que possuía propriedades milagrosas e que curava doenças venéreas.

Dentre suas utilidades, o Pau-Santo é muito usado na confecção de móveis e instrumentos musicais. Também, pela destilação de sua madeira, se obtém um óleo essencial de propriedades medicinais conhecido por “guaiaco” (aquele que as pessoas achavam milagroso e curava doenças). E, além de tudo, o Pau-Santo é uma árvore ornamental muito bonita e pode ser usada em paisagismo, mas tem um crescimento lento, não aconselhável para quem quer tê-la no seu jardim de um dia para o outro.

Significado de pau-santo:

Substantivo Masculino

Rubrica: angiospermas.

Significado de pau-santo:

Substantivo Masculino

Rubrica: angiospermas.

1 árvore pequena (Guaiacum sanctum), da fam. das zigofiláceas, nativa do México, de madeira nobre, quase impermeável, e com usos medicinais, como a casca, idênticos aos do guaiaco (Guaiacum officinale), folíolos ovados e belas flores azuis, em fascículos laterais e terminais; guaiaco, pau-da-vida

2 madeira dessa árvore; guaiaco, pau-da-vida

3 árvore de até 18 m (Bulnesia sarmientoi) da mesma fam., de madeira pesada, resinosa, folhas bifolioladas e frutos com dois ou três carpídios alados

4 guaiaco (Guaiacum officinale, madeira)

5 árvore pequena (Kielmeyera petiolaris) da fam. das gutíferas, nativa do Brasil (MG, RJ, GO), de madeira dura, escura, folhas oblongas e flores brancas, em racemos subglobosos; tem propriedades emolientes; cajado-de-são-josé, pau-de-são-josé

6 árvore (Mahurea speciosa) da fam. das gutíferas, nativa do Brasil, de folhas em espiral, flores amarelas, em racemos e frutos capsulares

7 folha-santa (Kielmeyera coriaceaKielmeyera speciosa)

8 jacarandatã (Machaerium violaceum)

9 malva-do-campo (Kielmeyera variabilis)

10 mocitaíba (Zollernia illicifoliaZollernia paraensis)

11 muirapinima (Brosimum discolorBrosimum guianense)

12 pau-ferro (Swartzia tomentosa)

13 canjerana (Cabralea canjerana subsp. canjerana, madeira)

Conheça as propriedades do Pau Santo, a madeira sagrada

 

O início do uso do "Pau santo" nos rituais de magia perde-se nas tribos mais antigas e remotas. O seu nome significa "madeira sagrada" e nos últimos anos tem-se tornado cada vez mais popular no Ocidente como elemento usado para a defumação e limpeza espiritual, graças às suas propriedades. Saiba mais sobre este prodígio que a Natureza nos oferece!

Chamado "Pau Santo" ou "Palo Santo", o nome pelo qual se tornou mais conhecido, trata-se de pequenos paus de madeira de uma árvore, a Bursera Graveolens, à qual se atribuem propriedades medicinais e excecionais qualidades energéticas. Tem cerca de 18 metros de altura e uma copa feita de folhas pequenas, verde-escuras, espalhadas por muitos galhos. Existe no Peru, no Equador, na Bolívia e no Mato Grosso brasileiro. 

Começou por ser usado pelas tribos Incas, que queimavam esta madeira e, com o fumo que dela se libertava, defumavam pessoas, objetos e espaços para os purificarem. De tal forma era considerada sagrada que era usada nos rituais de adoração aos deuses, de magia e até nos casamentos indígenas, nos quais o casal plantava uma muda desta árvore para que a sua união permanecesse sólida por toda a eternidade. 

Acredita-se que as tribos mais antigas da América Central e do Sul conheciam e reconheciam as propriedades curativas da madeira de Pau Santo, e por esse motivo usavam-na para tratar das feridas, aplicando-lhes cinzas da árvore queimada, ou para tratar problemas de estômago, fervendo a sua casca em água e bebendo este chá. 

De tal forma era venerado que, quando as tribos foram colonizadas pelos Espanhóis, estes continuaram a usar esta prodigiosa madeira, tendo divulgado o seu uso no Ocidente. Surpreendeu os colonizadores espanhóis porque não conseguia cortar a sua madeira, de tão dura que era. 

O Pau Santo é composto, entre outras substâncias, por Limonene, que tem uma forte capacidade de limpeza física e espiritual, pois é um solvente (dissolve toda a sujidade e negatividade). Por esse motivo, o Pau Santo é especialmente utilizado para limpeza da aura, limpeza espiritual e energética, para promover o relaxamento e a meditação.

Mas a sua extraordinária energia de limpeza faz com que ele também ajude a atenuar as tensões no ambiente familiar e a promover a união e o entendimento entre o casal.

É muito simples de usar: adquire-se em pequenos bastões e basta queimar um, deixando-o arder completamente num lugar seguro. Deite fogo a uma das extremidades e depois agite o bastão no ar para apagar a chama. Deve libertar-se um delicado fumo branco, que continuará até que o bastão tenha ardido completamente.

O Pau Santo ajuda a descontrair ao fim do dia, promovendo um ambiente de calma, harmonia e tranquilidade, completamente limpo de energias negativas.

Saiba que...

Para obter a madeira de Pau Santo é necessário que a árvore não seja cortada. Cada árvore vive entre 50 a 90 anos. Quando a árvore morre, naturalmente, é preciso que ela cumpra o seu ciclo completo, ficando no mesmo sítio onde tombou, exposta ao sol e à chuva, durante mais 4 a 10 anos. Só passado esse tempo é que a madeira pode ser extraída, conservando as suas excepcionais qualidades.