Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\Ervas Londrina\arnica_arquivos\image002.jpg

Voltar ao menu principal

Pariparoba

 

Descrição: http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSn2f2FOrPe2UAkdZVkxiBB8PFJtsl6vJjv2J4WEiHrRXPa_ej6oQ

DESCRIÇÃO: É um arbusto ereto, de 1,50cm de altura, de ramos angulosos, nodosos, de cor verde clara e glauca; folhas cordiformes ou arredondadas, com 10 cm de extensão por 16 a 18cm de largura, membranosas, glabras, rugosas, luzidias, na face dorsal, salpicadas de pontos translúcidos glandulosos, polinervadas da base para o ápice. Seu pecíolo geralmente longo é sulcado e aveludado, medindo de 5 a 10 cm de extensão. Essas folhas, quando esmagadas, possuem aroma agradável e particular. Sua inflorescência é axilar, em amentilhos que formam espigas dispostas em umbelas, contendo pequenas e numerosas flores; o fruto é uma baga longa, em espigueta. A raiz é de cor parda, lenhosa, tortuosa, aromática quando fresca, possuindo sabor ardente. 

INDICAÇÃO: Chá de Pariparoba => Hipotensor, fígado, vesícula, baço, pâncreas, angina, gastralgia, azia, digestão, distúrbio renal, hepatite, prisão de ventre, resfriados, reumatismo, tumor, Analgésico.
* Lavar feridas e furúnculos 

COMO FAZER: Colocar 2 colheres de sopa de erva para um litro de água, quando a água alcançar fervura, desligue. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber. 

COMO BEBER: Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia. 


Um arbusto originário da mata atlântica, tão conhecido da medicina popular, é um novo aliado para a proteção da pele contra os raios solares. Está-se falando da pariparoba, facilmente encontrada nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Bahia e até mesmo na Cidade Universitária, em São Paulo. A planta contém um composto químico capaz de proteger a pele dos efeitos nocivos de raios ultravioleta do tipo UVB. “A pariparoba sempre foi usada para o tratamento de má digestão, doenças do fígado, como icterícia, e queimaduras, através da infusão da raiz e da folha.   Percebemos que ela protege a pele dos efeitos imediatos e crônicos da radiação solar, como também da diminuição da elastina e do colágeno”, explica a professora Silvia Berlanga de Moraes Barros, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP, referindo-se a duas proteínas essenciais para a pele. A planta parece ser útil também
contra a hiperplasia epitelial – o aumento desenfreado do número de células da parte mais externa da pele. 

 

Pedido Fone: 43 3325 5103