Descrição: Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\Ervas Londrina\index_arquivos\image002.jpg

Voltar ao menu principal

MELISSA - ERVA CIDREIRA

 

Descrição: http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTqPHBLx-SpRpfobkvZjNMSXBRLp0liZrf81nvOhV3-H_ks2unANg

Descrição: colheita da camomila

Descrição: http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRXO6WT4XqMdNpDuMqrBXjml7DiVOh5ENz6OnXOECN0HU_BlOvW0g

Descrição: http://www.fazfacil.com.br/jardim/images%20jardim/melissa.jpg

Melissa officinalis L.

Nomes Populares :
Melissa, erva-cidreira, cidreira-verdadeira, entre outros.

Família :
Angiospermae – Família Lamiaceae

Origem:
Originária da Europa.

 

Descrição:

É uma planta herbácea de folhas verdes pequenas com as boradas arredondadas. 
As flores são raramente vistas, mas são brancas e sem expressão.

A planta pode atingir a altura de o,50 m, com forma arredonda meio irregular. 
As folhas desprendem forte odor de limão.

 

Técnica de cultivo

A melissa é uma planta delicada, desenvolvendo-se melhor à sombra ou se plantada na horta, com exposição para leste, recebendo sombra à tarde.

Aprecia solo humoso e fértil, bem drenado. 
Preparar o canteiro com adubo animal de curral bem curtido, cerca de 3 kg/ m² e composto orgânico (link) de folhas, feito em composteira ou adquirido. 
Misturar bem, nivelar e plantar as mudinhas, regando a seguir. 
Regar todos os dias por uma semana depois espaçar as regas para o regime de regas normal para o canteiro.

A colheita das folhas para chás pode ser feita em qualquer época e a planta tende a espalhar-se, enraizando os ramos que tocam na terra.

 

Produção comercial de Melissa

 

A propagação pode ser feita por sementes em sementeiras comerciais para posterior transplante.

 

Mas como raramente surgem flores, o método mais usado de propagação da melissa é a estaquia. 
Cortar os ramos jovens e plantar em cultivo coletivo de caixotes ou bandejas com substrato leve do tipo csca de arroz carbonizada, areia ou perlita. 
Mesmo a antiga mistura de terra comum de canteiro com areia funciona. O substrato deverá ser mantido úmido até o enraizamento. 
O transplante deverá ser feito para o canteiro definitivo, para sacos ou vasinhos, se este for o destino da produção.
Os ramos que encostam no solo costumam enraizar, poderão então ser aproveitados diretamente para o plantio.

O substrato de cultivo deverá ser a mistura de adubo animal de curral curtido com composto orgânico de folhas mais areia na proporção de 1:5:1.
Misturar bem no solo do canteiro e plantar.

Caso o cultivo seja em vasos ou sacos para comercialização de mudas, este é o melhor substrato para seu desenvolvimento. 
Não esquecer de regar após o plantio e regar todos os dias para garantir a sobrevivência da planta.

 

Pedido Fone: 43 3325 5103