Voltar ao menu principal

MATE

 

http://t2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQCa9UZu8Q7mtO1U_GYC-5BHcXdSLNOq1duv39RCtcqzvZ2HuP0

http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQmAdIPHoXEO5cS3ANGZtGMyQrxdeKWu3dqNotC9rPpRnRc4IWpUQ

http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQCiGsCksvqZYsRj8Dt1Fu4d6w6Q-afcPprTHr259mZww_4oYXqDw

Resultado de imagem para chá de erva mate  para que serve

10 Benefícios do Chá Mate – Para Que Serve e Propriedades

 

Consumimos várias coisas, desde sempre, diariamente, porque gostamos, porque fomos acostumados quando crianças, por comodidade, e a maioria delas pode ser rica em propriedades e nós nem sabemos. Uma dessas bebidas triviais é o chá mate. Mas você sabe para que serve o chá mate?

Consumido em todo o Brasil, de várias maneiras, conhecido por vários nomes, fato é que os benefícios do chá mate são inúmeros, seja na erva mate, no chimarrão ou no tererê.

Hoje em dia, ele tem sido alvo de diferentes estudos voltados às suas substâncias bioativas, como flavonoides e ácidos fenólicos, além da cafeína. Confira abaixo uma lista das propriedades e dos vários benefícios do chá mate à saúde e boa forma.

1. Emagrecedor

O chá mate é uma bebida termogênica. Para que provoque o emagrecimento, é recomendado que se tome 1 litro de chá ao dia, em horários intercalados, fora das refeições, porque a cafeína pode dificultar a absorção de ferro e cálcio.

Uma xícara de chá, quando consumido sem açúcar ou mel, fornece 2 calorias.

2. Reduz o colesterol

Segundo pesquisa da Universidade Federal de Santa Catarina, o chá mate diminui o colesterol ruim (LDL), enquanto eleva o bom colesterol (HDL).

3. Coadjuvante no tratamento da esteatose hepática

Essa patologia é conhecida popularmente como “gordura no fígado”. Alguns estudos relatam que o chá mate auxilia na oxidação dessa gordura, ajudando no tratamento.

4. Ação diurética

Como a maioria dos chás, o mate ajuda a eliminar toxinas pela diurese, permitindo a diminuição do inchaço.

Veja também:

·         Chá Mate Tira o Sono?

·         Chimarrão Emagrece Mesmo?

·         Chimarrão Faz Mal à Saúde?

·         Chá Mate Faz Mal?

5. Estimulante

Os praticantes de esporte devem consumi-lo com frequência, pois, além de hidratar, outros benefícios do chá mate é estimular nervos e músculos, e ainda ajudar a combater a fadiga muscular.

6. Antienvelhecimento

Seus polifenois antioxidantes combatem os radicais livres, responsáveis por nosso envelhecimento celular.

7. Ajuda o coração

Em um dos estudos realizados pela USP em São Paulo, foi observado que seus polifenóis ajudam a prevenir a aterosclerose, que é o acúmulo de gordura nas artérias.

8. Supressor de apetite

De acordo com estudos da University of Surrey, em Guildorf, Inglaterra, o chá mate age como um inibidor de apetite natural, devido à lentidão de esvaziamento gástrico que promove.

9. Aumenta a queima calórica

Segundo o American Journal of Clinical Nutrition, o aumento do gasto energético e a oxidação de gorduras em humanos são outros benefícios do chá mate.

10. Ajuda no controle da diabetes

Pode diminuir o índice de glicose no sangue quando consumido frequentemente.

Todos os benefícios do chá mate serão notados caso haja uma constância e regularidade em relação ao seu consumo.

Chá Mate x Mal de Parkinson

A Universidade do Extremo Sul de Santa Catarina tem realizado estudos com a erva mate em relação ao Mal de Parkinson. Embora ainda preliminares, os resultados são bastante animadores.

Os camundongos induzidos à doença conseguiram apresentar melhoras significativas, onde parte deles mostrou completa recuperação dos movimentos.

Ainda há um longo caminho a percorrer nesse sentido, mas os envolvidos mostraram-se bastante animados. 

Valores Nutricionais do Chá Mate

Em 100 gramas do produto:

tabela-mate

Apresenta também sais minerais, vitaminas A, B2, C e E, além de cafeína, teofilina, teobromina, ácido fólico, ácido pantotênico, frutose e óleos essenciais.

Como Preparar o Chá Mate

Leve um litro de água filtrada ao fogo. Não deixe ferver. Quando deixamos a água em ebulição por muito tempo, ela vai perdendo oxigênio enquanto evapora.

Assim que as primeiras bolhinhas de fervura começarem a surgir, coloque duas colheres de sopa de erva-mate cheias. Apague o fogo. Tampe a vasilha e deixe em infusão por 10 minutos.

Dando Sabor ao Chá Mate

Os apreciadores poderão desfrutar dos benefícios do chá mate ao natural, mas nem todos gostam do seu sabor amargo característico. Tomá-lo várias vezes ao dia com açúcar poderá surtir um efeito indesejado na balança.

Para essas situações, é possível variar facilmente, bastando acrescentar um pedaço de alguma fruta, preferencialmente cítrica. Elas têm paladar bem invasivo, e facilmente marcam presença junto ao chá.

Tente prová-lo com algumas gotas de limão ou laranja, um pedaço de abacaxi ou mesmo um morango. As frutas permitem grandes variações, inclusive no verão, quando favorecem o consumo do chá mate gelado. As cascas das frutas também funcionam, como por exemplo, a maçã.

Outras variantes de sabor são as especiarias que podem ser adicionadas ao processo de fervura, tais como cravo, um pedaço de canela, um pedacinho de gengibre.

As ervas frescas são outros aliados na busca por novos sabores. Entre elas: um raminho de hortelã, camomila, capim cidreira ou erva-doce.

Ele deve ser consumido, de preferência, assim que estiver pronto. Dessa forma, as propriedades não se perdem, assim como o sabor se acentua, e você poderá usufruir de todos os benefícios do chá mate. Evite guardá-lo pronto por mais de 12 horas, pois, assim como o café, ficará insosso.

A erva mate vendida a granel, em lojas de produtos naturais, apresenta menos misturas, o que lhe confere um sabor mais encorpado e com mais propriedades do que o chá mate em saquinhos.

Contraindicações

·         Gastrites e úlceras: A erva mate é contraindicada para pessoas que apresentam problemas gástricos, podendo irritar ainda mais a mucosa do estômago, agravando os sintomas de úlceras, gastrites e esofagites;

·         Insones: Por ser estimulante, é melhor evitá-lo antes de dormir, principalmente pessoas com histórico de problemas de insônia e hiperatividade;

·         Hipertensos: Devem-se orientar com um médico, principalmente se a doença não estiver controlada;

·         Pessoas muito agitadas devem consumi-lo moderadamente;

·         Algumas pessoas poderão apresentar dor de cabeça ou enxaqueca quando ingerirem em demasia.

Dica de Chá Mate Detox

Para quem quer experimentar os benefícios do chá mate como detox, inserimos uma receita bem simples.

Você vai precisar de:

·         1 maçã com casca;

·         1 folha de couve sem o talo;

·         200 ml de mate;

·         Gelo a gosto;

·         Adoçante.

Bata todos os ingredientes no liquidificador e tome imediatamente. Para “turbinar” o chá detox e deixá-lo termogênico, acrescente um pedacinho de gengibre.

Use e abuse da versatilidade do chá mate, no inverno e no verão.

 

Erva Mate: Conceitos e Benefícios Deste Alimento na Saúde
Saúde & Qualidade de Vida - Saúde & Nutrição

A palavra mate deriva do quíchua mati através o espanhol mate que designa a Cuia, ou seja, o recipiente onde o chá era bebido ou sorvido por um canudo (bomba). A primeira observação sobre o uso da erva-mate foi feita em 1554 pelo general paraguaio Irala e seus soldados, os quais constataram que os índios do Guairá faziam uso generalizado de uma bebida feita com folhas de erva-mate fragmentadas, tomadas num pequeno recipiente, por meio de um canudo de taquara, em cuja base existia um trançado de fibras impedindo a passagem de fragmentos de folhas.

A erva-mate é o produto constituído exclusivamente pelas folhas e ramos das variedades de Ilex paraguariensis, na forma inteira ou moída, obtida através de tecnologia apropriada.

É hoje tradicionalmente empregada na medicina popular para diferentes funções na saúde, e por ser uma planta de composição química complexa, além das atribuições que apresenta, têm sido um alvo atual de novas descobertas, indicadas pelas pesquisas científicas da área de nutrição.

Atualmente, pesquisadores têm trabalhado no sentido de esclarecer a composição química da erva mate e alguns desses estudos têm procurado relacionar compostos específicos a determinadas propriedades. Diversas evidências têm demonstrado que a erva mate contém substâncias bioativas, as quais têm recebido especial atenção da comunidade científica. Cafeína, ácidos fenólicos e flavonóides são as principais substâncias encontradas nesse produto. Segundo evidências atuais, os compostos fenólicos contribuem para os benefícios de saúde quando associados com consumo de dietas rica em frutas e verduras ou bebidas derivadas e plantas, como o chá e vinho.

A atividade antioxidante destes compostos é devida principalmente às suas propriedades de óxido-redução, podendo assim absorver e neutralizar radicais livres. Outras evidências atuais têm apontando que a bebida preparada com erva mate contém flavonóides encontrados nas folhas secas do Ilex paraguariensis. Em geral, os flavonóides constituem 20 à 40% da composição da erva mate, são solúveis em água, incolores, e são responsáveis pelo gosto adstringente do mate. A quantidade presente é variável dependendo de condições climáticas como solo, idade das folhas, tempo de temperatura de infusão, relação massa de erva/ volume de água e ainda a presença de outras llex que são adulterantes.

A dieta do ser humano, de uma maneira geral, possui vários alimentos contendo considerável quantidade de taninos, tais como feijões secos, ervilhas, cereais, folhas, vegetais verdes, café, chá, cidra e alguns tipos de vinhos. Em poucos exemplos, efeitos nocivos em seres humanos parece ser o resultado do consumo muito excessivo de fenóis de plantas. Apesar da ação negativa do tanino no valor nutritivo de certos vegetais, em particular a redução de digestibilidade de proteínas, a inibição da ação de enzimas digestivas e interferência na absorção de ferro, os efeitos do tanino na saúde humana ainda são questionáveis devido à limitação de estudos nesta área. É interessante considerar que o tanino também apresenta uma forte ação antioxidante que provavelmente poderá ser mais explorada em relação aos estudos na área de conservação de alimentos e ação no organismo humano.

Alguns dos aminoácidos que podem aparecer na erva mate são ácido aspártico, ácido glutâmico, glicina, alanina, triptofano, cistina, arginina, histidia, lisina, tirosina, valina, leucina, isoleucina, treonina, metionina e asparagina. A presença de ácidos graxos insaturados derivados dos fosfolipídios é significativa na geração do aroma da erva mate. Os principais ácidos graxos são os ácidos palmítico, oléico, linoléico, esteárico, araquídico e palmitoléico. E importante lembrar que os ácidos graxos têm função energética e participam fundamentalmente da síntese de lipoproteínas e de alguns hormônios, além de alguns estarem associados à ação antioxidante. É importante ressaltar que a bebida pronta preparada com erva mate contém traços de ácidos graxos, não podendo ser considerada uma fonte deste nutriente. Entre as vitaminas presentes na erva mate temos a vitamina C (ácido ascórbico), a vitamina B1 (tiamina), a vitamina B2 (riboflavina), o ácido nicotínico, a vitamina A, o ácido fólico e também derivados do ácido pantotênico. Os teores vitamínicos dosados na infusão ficam reduzidos, na melhor da hipóteses, a cerca de 1/30, quando comparado com a erva mate, que não é a porção comestível do produto.

Assim, o consumo da erva mate pode agregar importantes substâncias antioxidantes à alimentação humana, as quais podem representar uma nova abordagem na inibição dos danos provocados pelo excesso de radicais livres. Tendo em vista que os indícios científicos se mostram favoráveis ao consumo deste alimento, e ainda por facilidade de consumo em função da palatabilidade, versatilidade e valor calórico, o consumo regular da erva mate pode ser estimulado como parte de uma dieta saudável, e sua inclusão na alimentação deve ser incentivado por profissionais da saúde.

 

Pedido Fone: 43 3325 5103