image002

Voltar ao menu principal

Jasmim

 

http://www.jardimdeflores.com.br/ESPECIAIS/imagens/A03jasmim.jpg

 http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRbaIYHpZL9D8y-FWJOQRDlXcekEeXruJa0rl0oCB0pkkilqV1k

Flor de jasmim e seus benefícios

Resultado de imagem para chá Jasmim  para que serve"

Autor: Raquel Patro
CONHEÇA O PODER DO CHÁ DE JASMIN

Todos os chás nos fornecem propriedades que, de acordo com a sabedoria popular, nos servem para algum benefício. No entanto, tais informações nem sempre são tão úteis. Todo o tipo de erva fornece algum tipo de propriedade que pode ter uma função mais ativa e direta, ligada a um determinado problema.

Seja o chá com base em ervas, flores, frutas, folhas ou sementes, ele apresenta duas funções básicas: fitoterápica ou fito energética. O mesmo acontece com o chá de jasmin.

A FUNÇÃO FITOTERÁPICA

Atuando na fisiologia humana, ou seja, a parte física, a função fitoterápica dos chás ativa é relacionada principalmente com o princípio ativo presente em determinada planta, neste caso, a jasmin.

Usar as plantas com essa função deve haver cuidado, uma vez que funciona como um remédio. Ou seja, é preciso dosar bem as quantidades corretas e saber usar as plantas corretas e ideais para você. Apesar de natural, é visto como medicação e todo cuidado é pouco.

A FUNÇÃO FITOENERGÉTICA

Enquanto a outra função é claramente ativa na parte física, essa age na sua alma. Isso quer dizer que está relacionada com a função oculta da planta. A energia que a mesma tem e incentiva o seu campo de pensamentos, sentimentos e emoções.

A função fitoenergética do chá de quebra pedra atua ainda no campo espiritual e sob a alma humana. Convém combinar as plantas e também utilizá-las de forma correta, uma vez que a polaridade deve ter uma composição correta. No entanto, uma simples oração no momento do preparo também pode ajudar a manter a energia do chá ativada

PODERES OCULTOS DO CHÁ DE JASMIN

O vegetal jasmin, entre os outros, é o que mais se destaca se você procura por mais pureza e pensamentos divinos na sua vida. As suas propriedades são eficazes em trazer o divino e a perfeição angelical em todas as suas atitudes e pensamentos.

Para além dessa pureza, o chá de jasmin também o ajuda a purificar as suas impurezas e a extinguir o sentimento de inferioridade. Uma vez que o seu principal ativo é divino, também pode ser considerado ideal quando a pessoa tenta largar um mau hábito, como o vício dos cigarros, das drogas, do álcool e dos jogos.

Todo tipo de excesso não pode ser bom. O chá de jasmin repele esse sentimento exagerado e as invasões obsessivas do seu organismo. Ele ajuda ainda a purificar e desintoxicar o mesmo, mantendo-o limpo e digno de pureza.

·       Nome Científico: Stephanotis floribunda

·       Sinonímia: Ceropegia stephanotis

·       Nome Popular: Jasmim-de-madagascar, Flor-de-noiva, estefanote, flor-de-cera

·       Família: Asclepiadaceae

·       Divisão: Angiospermae

·       Origem: Madagascar

·       Ciclo de Vida: Perene

O Jasmim-de-madagascar é uma bela trepadeira, de característica volúvel. Ela apresenta ramagem ramificada, de seiva leitosa e folhas verdes, coriáceas, espessas, brilhantes, opostas e ovaladas. As inflorescências surgem na primavera e verão, são axilares e compostas por numerosas flores cerosas, de coloração branca ou creme, muito perfumadas, formando belos ramalhetes. Estas flores delicadas eram muito aproveitadas em buquês de noiva. Ocorre ainda uma cultivar de folhas variegadas, rara em cultivo.

O jasmim-de-madagascar é uma trepadeira exigente, mas recompensa os cuidados com intensas florações de aroma delicioso. Ela aprecia muita luz, mas é sensível ao sol direto e gosta de proteção, principalmente nas horas mais quentes do dia. Presta-se para cobrir arcos, pórticos, grades, cercas, caramanchões e colunas. Necessita de tutoramento inicial. Também pode ser plantada em vasos e jardineira, assim como em ambientes internos, mas dispensa o prato com água pois é muito sensível a umidade em excesso, que provoca o apodrecimento de suas raízes.

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia-sombra, em solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e irrigado periodicamente. Não tolera geadas ou frio excessivo, no entanto, precisa passar por um descanso vegetativo, com frio ameno e poucas regas, para que floresça a contento na primavera. Aprecia adubações mensais na primavera e verão e podas de rejuvenescimento ao final do inverno. Multiplica-se por sementes e por estaquia dos ramos após a floração.