image002

Voltar ao menu principal

HAMAMELIS

 

 

PARTES USADAS: Folhas

ORIGEM DO PRODUTO: USA

DESCRIÇÃO:
A Hamamélis é uma planta de porte arbustivo, decídua e ramificada, que atinge de 2,4 a 4,5 metros de altura. Suas folhas são alternas, de formato arredondado, grandes, com pecíolo curto, de bordos dentados, e caem no outono. As flores são pequenas, de coloração vermelha e desenvolvem-se no inverno, nas pontas dos galhos. Os frutos são negros e deiscentes, contendo sementes oleosas e brancas no seu interior, que são expulsas quando maduras. 

INDICAÇÃO: Chá de Hamamélis >>> Adstringente, antiinflamatório, antioxidante, descongestionante, hemostático, higienizante, rejuvenescedor, tônico e vaso constritor, circulação, celulite, tromboses, hemorróidas, dor nos pés, inchaço nas pernas, sinais de envelhecimento e varizes.

COMO FAZER: Coloque 2 colheres de sopa para um litro de água.
Deixe cozinhar de 3 a 4 minutos a partir do momento em que se inicia a ebulição, após esse tempo, retire do fogo e deixe repousando, tampada, por 10 minutos. Coe e está pronto para o uso.

Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia. 

Planta medicinal utilizada em uso interno ou externo para tratar ditúrbios venosos como as hemorróidas.

É freqüentemente apresentada em forma de comprimidos, cápsulas ou pomadas.

Nomes

Nome em português: Hamamélis
Nome binomial: Hamamelis virginiana L.
Nome francês: Hamamélis, hamamélis de Virginie, noisetier des sorcières
Nome inglês: Witch hazel, hamamelis
Nome alemão: Hamamelis (-blätter od. -rinde)
Nome italiano: Hamamelide

Observação: Existem outras três espécies de hamamélis (além da Hamamelis virginiana): Hamamelis japonica (hamamelis do Japão), Hamamelis mollis (hamamélis da China) e Hamamelis vernalis.

Família

Hamamelidaceae

Constituintes

Taninos, flavonóides, óleo essencial

Partes utilizadas

Folhas secas ou raízes secas

Efeitos

Ação tanante (comprime os poros), adstringente, antiinflamatória, vasotônica, hemostática local, cicatrizante, antiviral, antioxidante

Indicações

Em uso interno (infusão, cápsula)
– Utilizada contra as hemorróidas, distúrbios venosos como varizes, pernas pesadas, insuficiência venosa, diarréia

Em uso externo (extrato, tintura, pomada, escalda-pés)
– Ferida cutânea (pouco importante), contusões, couperose, hemorróidas,  eczema, distúrbios venosos como as varizes, pernas pesadas, aftas (em tintura), tranpiração excessiva dos pés (em escalda-pés). Dor de garganta (na forma de tintura, como gargarejo), assaduras (na forma de creme ou pomada).
Cosméticos, como tônico cutâneo.

Hamamélis

Efeitos secundários

Hipertensão. Em caso de consumo excessivo no uso interno, em função da sua alta concentração de taninos, a hamamélis pode levar a distúrbios digestivos, assim como a danos ao nível dos rins e do fígado.

Contra-indicações

Gastrites e úlceras intestinais.

Interações

Em uso interno, efeitos possíveis na absorção de vitaminas e minerais.

Preparações à base de hamamélis

– Pomada de hamamélis (por exemplo no Brasil: Hemovirtus)

– Supositório à base de hamamélis

– Infusão de hamamélis (para uso interno ou banhos de assento)

– Tintura de hamamélis (em uso externo)

Onde cresce o hamamélis?

A hamamélis cresce na América do Norte, onde é originária, e na Europa, onde foi introduzida. Nos Estados Unidos podemos observar as flores de hamamélis em novembro e, por vezes, em dezembro. Esta árvore pode atingir uma altura entre 2 e 8 m.

Quando colher o hamamélis?

As folhas de hamamélis são colhidas no verão. A floração geralmente ocorre no hemisfério norte de outubro a fevereiro.

Observações

– A hamamélis é uma planta há muito tempo utilizada em virtude da sua ação adstringente, tendo a sua eficiência contra as hemorroidas sido em parte comprovada cientificamente. Como ocorre frequentemente em fitoterapia, há ausência de mais estudos realizados com seres humanos (e não em laboratório ou com cobaias animais).

– Os povos nativos das Américas têm usado hamamélis há séculos, especialmente na luta contra as inflamações na garganta.

– Um estudo publicado em 2007 na revista especializada European Journal of Pediatrics mostrou que as pomadas de hamamélis ajudavam a reduzir pequenas irritações de pele em crianças.

– Atualmente, faltam estudos sérios para se saber se a hamamélis é ou não eficaz conta o eczema.

Fontes:
Universidade de Berkeley (Califórnia), National Geographic