Voltar ao menu principal

GUACO

 

Resultado de imagem para xarope guaco para que serve"

Chá de guaco

Resultado de imagem para xarope guaco para que serve"

 

Resultado de imagem para guaco

Para que serve o Xarope de Guaco e como tomar

O xarope de guaco é um remédio fitoterápico que tem como principio ativo a planta medicinal Guaco (Mikania glomerata Spreng).

Esse medicamento age como broncodilatador, dilatando as vias aéreas e expectorante, atuando como auxiliar na eliminação das secreções respiratórias, sendo útil em caso de doenças respiratórias como bronquites e resfriados.

Para que serve

O xarope de guaco é indicado para combater problemas respiratórios como gripe, resfriado, sinusite, rinite, bronquite, tosse com catarro, asma, coqueluche, inflamação na garganta, rouquidão. 

Como tomar

Recomenda-se tomar o xarope de guaco da seguinte forma:

·         Adultos: 5 ml, 3 vezes ao dia;

·         Crianças com mais de 5 anos: 2,5 ml, 3 vezes ao dia;

·         Crianças entre 2 e 4 anos: 2,5 ml, somente 2 vezes ao dia. 

Seu uso deve ser de 7 dias, e nos casos mais graves, 14 dias, não devendo ser usado por mais tempo. Caso os sintomas não desapareçam recomenda-se uma nova consulta médica.

Deve-se agitar o xarope antes de usar.

Possíveis efeitos Colaterais

O xarope de guaco pode causar vômitos, diarreia, aumento da pressão arterial. Nas pessoas alérgicas ao xarope pode haver dificuldade para respirar e tosse. 

Contraindicações 

Gravidez risco C; mulheres em fase de lactação; crianças menores de 2 anos; diabéticos. Seu uso não é indicado para pessoas com doenças respiratórias crônicas, devendo-se afastar a suspeita de tuberculose ou câncer, por exemplo. Não é recomendado seu uso ao mesmo tempo que a planta medicinal Ipê roxo (Tabebuia avellanedae)

Também conhecido pelos nomes de erva de serpentes, cipó-catinga, erva-de-cobra, uaco, erva-de-serpentes, erva-cobre e guaco-do-cheiro, o guaco é uma planta medicinal originária da América do Sul, que pode ser encontrada nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. Ela pode ser cultivada nas matas e no cerrado.

16 benefícios do chá de guaco: Para que serve?

As folhas da planta são utilizadas no preparo de um chá, que pode trazer diversos benefícios. Vamos descobrir quais são os benefícios do chá de guaco?

1. Auxílio ao tratamento da bronquite

A bebida preparada a partir da planta medicinal é considerada auxiliar no tratamento da bronquite por possuir substâncias broncodilatadoras, ou seja, trabalham no relaxamento do músculo bronquial e aumenta a passagem de ar pelos brônquios.

Em tempo: a bronquite é uma condição caracterizada pela inflamação das passagens de ar para os pulmões e traz sintomas como tosse acompanhada de muco, ronco, chiado no peito, fadiga, dificuldade para falar, falta de ar, febres, calafrios e desconforto no peito.

2. Alívio da asma e da tosse

As propriedades expectorantes, antiasmáticas e anti-inflamatórias da planta medicinal fazem com que ela também contribua com o alívio da asma e da tosse.

3. Contribui com o tratamento de problemas respiratórios

Por conta de suas propriedades expectorantes, broncodilatadoras e supressoras da tosse, o chá de guaco ainda pode contribuir com o tratamento de outros problemas respiratórios como pleurisia – inflamação das pleuras, que são os tecidos de revestimento dos pulmões -, resfriado, gripe e dor de garganta.

4. Combato ao inchaço

O guaco é uma erva que também é dotada de propriedades sudoríficas. Isso significa que o seu chá pode estimular, provocar ou induzir a transpiração. Isso colabora com a eliminação do excesso de líquido do corpo, que também fica retido, trazendo o indesejável inchaço.

5. Possui propriedades antiespasmódicas e analgésicas

Ao lado de sua ação anti-inflamatória, essas propriedades do guaco fazem com que o chá obtido a partir planta medicinal:

6. Contribua com o tratamento da artrite 

7. Colabora com a melhoria de inflamações intestinais

8. Ajuda a tratar úlceras

9. Sirva de auxílio ao tratamento do reumatismo

10. Efeitos benéficos obtidos a partir da decocção 

O chá de guaco preparado por meio da decocção de suas folhas, processo que consiste em ferver as partes da planta utilizadas na receita juntamente com a água durante alguns minutos, também traz alguns benefícios. Esse modo de preparo ajuda a:

11. Aliviar dores reumáticas

12. Tratar neuralgias – dor ou queimação bastante forte em um ou mais nervos do corpo

13. Lidar com eczemas – infecção aguda ou crônica da pele, que apresenta sintomas como coceira,

 inchaço e vermelhidão

14. Amenizar coceiras

15. Tratar feridas

Nos casos de problemas na pele, as condições provavelmente serão tratadas com a aplicação das folhas no local afetado. Consulte o seu dermatologista para verificar qual a melhor forma de utilizá-las em relação ao seu problema em particular.

16. Diarreias e cólicas

O chá de guaco ainda é apontado como benéfico em relação a problemas como diarreias e cólicas.

O guaco e as picadas de cobra

As folhas maceradas (amassadas ou esmagadas) da planta medicinal são utilizadas há bastante tempo pelos índios em um cataplasma como forma de tratar picadas de cobra.

Enquanto um estudo do ano de 2006 não indicou nenhuma ação da erva contra as picadas da cobra Bothrops asper, uma espécie de serpente, outros dois experimentos identificaram que o extrato de guaco pode sim agir contra a picada desta mesma cobra.

Além dos chás e do cataplasma, a planta medicinal também pode ser utilizada no preparo de xaropes, cremes e pomadas.

Como fazer chá de guaco

Ingredientes:

·         4 a 6 folhas de guaco;

·         1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

1.   Colocar a água dentro de uma panela para ferver. Acrescentar as folhas de guaco;

2.   Tampar a panela, desligar o fogo e deixar amornar. Coar o chá e consumir em seguida.

Cuidados com o chá de guaco

A bebida não pode ser consumida por pessoas que sofrem com doenças no fígado, que têm hipertensão, indivíduos que utilizam medicamentos anticoagulantes, mulheres grávidas, crianças com menos de um ano de idade e quem possui problemas de coagulação.

Pessoas com alergia à cumarina, uma substância presente na erva, também devem manter-se longe do chá de guaco. A erva pode fazer com que essas pessoas experimentem agravamento nos quadros de tosse e falta de ar.

Quem não faz parte desses grupos também deve tomar cuidado ao ingerir o chá de guaco, não exagerando na quantidade de consumo, devido ao fato dela poder trazer efeitos colaterais como hemorragia, aumento dos batimentos cardíacos, vômitos, hipertensão e diarreia. Seu uso prolongado também está associado ao surgimento de hemorragia.

Além disso, é importante saber que o chá de guaco serve como auxiliar em tratamentos, entretanto, não substitui o acompanhamento médico, assim como o tratamento recomendado pelo profissional de saúde.

Por medidas de precaução, que faz uso de qualquer tipo de medicamento deve consultar o seu médico para saber se não existe o risco de interação entre o remédio e o chá de guaco.