image002

Voltar ao menu principal

GERVÃO-ROXO

 

 

GERVÃO-ROXO


Nome científico Stachytarpheta jamaicensis (L.) Vahl.

Família: Verbenaceae.

Sinônimos botânicos: Stachytarpheta friedrichsthalii Hayek, Stachytarpheta jamaicensis fo. albiflora Standl., Stachytarpheta jamaicensis fo. atrocoerulea Moldenke, Verbena jamaicensis L.

Outros nomes populares: aguará-podá, aguarapondá, chá-do-brasil, ervão, gerbão, gervão, gervão-azul, gervão-folha-de-verônica, gervão-legítimo, orgibão, rinchão, uregão, urgebão, urgervão, vassourinha-de-botão, verbena, verbena-azul.

Constituintes químicos: verbascosídeo, ácidos clorogênico, g-aminobutírico, cafêico e ursólico; dopamina, N-dotriacontano, hentriacontano, ipolamida, N-nonacosano, N-pentriacontano, a-espinasterol, tafetalina, fridelina, hispidulina, escutelareína, estarquitafina, citral, geraniol, verbenalina, dextrina e ácido salicílico.

Propriedades medicinais: analgésica, antibacteriana, antidiarréica, antiemética, antiespasmódica, anti-hemorroidária, antiartrítica, anticatarral, antilítica, antiinflamatória, anti-reumática, antiasmática, antidisentérica, anti-hipertensiva, anti-hepatotóxica, antioxidante, antipirética, béquica, cicatrizante (raiz), detersiva, diurética, emenagoga, estimulante das funções gastrointestinais, febrífuga, hepática (raízes), inibidora da secreção gástrica, indutora da motilidade intestinal, laxante, sudorífica, sedante, tônica eupéptica, vermífuga, vulnerária.

Indicações: amebíase, afecções renais e gástricas, bronquite, cefaléia, contusão, debilidade orgânica, distúrbio nervoso, eczema, erisipela, ferida, fígado, furúnculo, hepatite, inchaço do baço, inseticida, machucadura, prisão-de-ventre, rouquidão, resfriado, úlceras, tumores, vitiligo.

Parte utilizada: folhas, raízes.

Contra-indicações/cuidados: não encontradas na literatura consultada.

Modo de usar:
- folhas por infusão: 20 g em 1 litro de água. Tomam-se 3 a 4 xícaras ao dia.
- folhas e raízes frescas em cataplasma: contusão, machucadura, ferida.
- suco: cicatrizante externo
- chá das folhas: inseticida.

Benefícios e propriedades medicinais do Gervão Roxo

Gervão Roxo (Stachytarpheta cayennensis) é uma planta de origem americana, facilmente encontrada em solo brasileiro, principalmente na região amazônica.

Ela é conhecida popularmente por vários nomes tais como chá do brasil; gerbão; gervão azul; gervão legítimo; orgibão; urgebão; uregão; blue snakeweed (inglês); brazilian tea (inglês); cayenne snakeweed (inglês); piche de gato (espanhol) e rabo de zorro (espanhol).

Descrição

A planta é um subarbusto ereto, ramificado e de ciclo perene, que pode alcançar entre 40 e 70 centímetros; prefere solos ricos em nutrientes e rega constante sem encharcamento; além de tolerar locais mais secos.

Possui flores azuladas e propaga-se por sementes, estacas, divisão das raízes ou mudas; além de ser de fácil cultivo.

Propriedades medicinais

A planta é rica em propriedades medicinais tais como diurética, cicatrizante, anti-inflamatória, analgésica, antimicrobiana, digestiva, laxante, purgativa expectorante e antirreumática.

Serve para quê?

Na medicina popular é usada para alívio de úlceras pépticas, afecções hepáticas e das vias biliares, distúrbios gastrointestinais, parasitoses intestinais, febres, bronquite crônica e dores de origem reumática; além de amenizar a tosse, rouquidão e ajudar na cicatrização de furúnculos e feridas na pele.

Ela é usada em forma de chá para problemas internos e em forma de emplastro para problemas externos

Ela é usada para finalidades ornamentais, sendo encontrada em jardins, canteiros e praças, colorindo os locais onde está presente, além de atrair muitas borboletas.

As plantas medicinais não substituem o acompanhamento médico e em altas doses podem ser prejudiciais à saúde.