faixa.jpg

Voltar ao menu principal

Feno Grego

 

http://jardineiromaluco.files.wordpress.com/2009/07/broto-feno-grego.jpg

 

Sementes de Feno grego

http://jardineiromaluco.files.wordpress.com/2009/07/planta-feno-grego.jpg

 

http://i62.servimg.com/u/f62/11/92/41/62/fenugr10.jpg http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSw9krFYmIDrQXwpqz8hd_rDg_nlI0jAUjumWUWh1oyJcmsivCT

Trigonella Foenum graecum

 

PROPRIEDADES: O Feno Grego é uma planta silvestre da família das polipodiáceas e a sua aplicação terapêutica remonta à Antiguidade. Crê-se oriunda da Ásia, florescendo na Primavera. Possui geralmente 1 a 2 palmos de altura, de caules erectos, lisos e arredondados, que se ramificam um pouco. As suas folhas são pecioladas e as flores apresentam uma cor branca amarelada. O fruto forma uma prolongada bainha, sendo as suas sementes de formato ovóide e extremamente ricas em mucilagem. O Feno Grego é uma planta tónica e um excelente reconstituinte geral do organismo, no âmbito físico e mental. Contêm na sua composição hexoses (que por hidrólise origina 50% de manose), 0.13% de alcalóide inócuo (trigonelina), 0,05% de colina (substância resinosa muito amarga), quantidades variáveis de óleo volátil, saponina, fosfatos, vitaminas A, B1, B2, C e pode atingir até 27% de proteínas. Utiliza-se como reconstituinte orgânico dada a sua riqueza proteica. Dadas as suas propriedades faz aumentar o apetite, funciona em estados de debilidade do organismo, estimula o funcionamento de todas as glândulas endócrinas e actua em casos de doenças do coração. Reconhece-se também actividade em termos digestivos, laxantes, afrodisíacos (estimulando as funções genéticas do homem) e como adjuvante no combate ao hemorroidal.

INDICAÇÕES: O Feno Grego está indicado em situações de falta de apetite, apatia física e mental. Como tratamento complementar indica-se nos casos de hemorroidal, fissuras anais, problemas digestivos, desmotivação sexual e estados de ansiedade ou irritação.

Uso do feno-grego na fitoterapia como planta medicinal

Historicamente o feno-grego (Trigonella foenum-graecum) é usado para uma variedade de condições médicas, incluindo sintomas de menopausa e problemas digestivos. O feno-grego também foi usado para induzir o parto. Hoje em dia o feno-grego é utilizado para diabetes, perda de apetite, e estimular a produção de leite em mulheres amamentando. Ele também é aplicado à pele para tratar inflamação.

Como o feno-grego é usado

As sementes secas são tomadas oralmente ou usadas em forma de pasta para aplicar à pele.

O que a ciência diz sobre o feno-grego

Alguns poucos estudo pequenos acharam que o feno-grego pode ajudar a diminuir o nível de açúcar no sangue em pessoas com diabetes. Não há evidência científica suficiente para dar suporte ao uso do feno-grego para qualquer outra condição médica.

Efeitos colaterais e precauções no uso do feno-grego

Possíveis efeitos colaterais do feno-grego tomado oralmente incluem gases, barriga inchada e diarréia. O feno-grego pode causar irritação quando aplicado à pele. Devido ao seu uso histórico ara induzir o parto, as mulheres devem ter cuidado quando tomar feno-grego durante a gravidez. Pessoas tomando feno-grego devem informar isso ao seu médico.

Além disso em Curitiba, na famosa clínica Oásis de naturopatia dos Adventistas vegetarianos, tem havido curas incríveis de câncer, em especial câncer de mama, usando fenogrego, também em emplastros curativos.
Outro importante uso do feno grego é como auxiliar hormonal. Isso cobre um grande território para as mulheres, mas os homens também podem se beneficiar. Por exemplo, na China o feno grego é dado a homens que sofrem de impotência. Não faz mal que a planta seja conhecida na Ásia e no Oriente Médio como afrodisíaco. Se vai ou não funcionar, depende completamente da química de cada um, mas o feno grego já demonstrou que “aquece” os órgãos reprodutores de homens e mulheres, o que faz dele uma interessante sementinha para ser estudada.
No entanto, antes que qualquer mulher plante essa sementinha em sua boca, ela precisa saber que o feno grego pode também ajudar a plantar uma semente em seu ventre. Sabem, a erva contém uma substância química chamada diosgenina, que é semelhante ao hormônio sexual estrógeno. Ora, isso tem efeitos variados em diferentes mulheres. Para algumas, o feno grego traz um período menstrual mais rápido do que um minuto em Nova York. Para outras, transforma seus órgãos reprodutores em um Campo de Fertilidade. Mulheres que amamentam também descobriram que o feno grego aumenta o leite materno, principalmente em mulheres de seios pequenos. Obviamente, mais pesquisas precisam ser feitas para que os herboristas possam chegar a um julgamento firme sobre os efeitos da planta no organismo feminino. Porém, uma coisa sobre a qual todos os herboristas concordam, é que como o feno grego estimula o útero, mulheres grávidas não devem absolutamente tomar esta erva.
Se você estiver passando pela menopausa, o feno grego pode ser um de seus melhores amigos herbáceos. Em primeiro lugar, é uma fonte natural de cálcio e ferro – dois importantes minerais que as mulheres necessitam. Ele também já demonstrou que diminui os calores e tem efeito sobre a depressão da menopausa. Tomado uma ou duas vezes por dia, o feno grego pode ser o chá que consegue equilibrar o açúcar do sangue, nutrir as glândulas e talvez até aumentar sua libido.
Além do fato de que as mulheres grávidas não devem ingerir o feno grego, existe um outro cuidado menor. Algumas pessoas que tomam a erva por mais de 10 dias seguidos, começam a ter um odor semelhante ao de aipo velho. Isso pode não ser problema para vocês, mas considerem o seguinte: vocês querem mesmo que as pessoas os associem com aipo velho? Se a resposta for não, tentem diminuir a ingestão do feno grego para 8 ou 9 dias, com 5 a 7 dias de intervalo. Isso permitirá que seu corpo elimine a parte da erva de que não precisar.
Obviamente, essa pequena semente tem mil e uma utilidades. Aqueles gregos antigos não tinham idéia de onde chegariam, quando misturaram feno grego ao alimento de seus animais. Mas, séculos mais tarde, ele se tornou uma forragem que dá o que pensar