Descrição: http://ervasdoencas.com/index_arquivos/image002.jpg

Voltar ao menu principal

ERVA TOSTÃO (Pega Pinto )

 

 

Descrição: http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQp_MZ5qvErp-CKt5Q6RX7o_xQ-12YYD9dVv2yAfyV00zk1NZNfwA

Descrição: http://t2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRmnI1B2iVVtBOGGsdTrRbMJdza4uXHqC0urWBvac6v6I60QuyeSg

Descrição: http://www.agrolink.com.br/agromidias/problemas/g/Boerhavia_diffusa82.jpg

Descrição: Arquivo:Erva tostao 01.jpgDescrição: Arquivo:Erva tostao 01.jpg

ERVA TOSTÃO

Boerhavia diffusa

 

Descrição :   da família das Nyctaginaceae. Também conhecida como agarra-pinto, amarra-pinto, batata-de-porco, beldroega-grande, bredo-de-porco, celidônia, pega-pinto, solidônia, tangará, tangaracá. Erva rasteira de caule com pêlos, abundantes em todas as regiões brasileiras. Folhas verdes na face superior e esbranquiçadas na inferior.   pequenas, rosas-arroxeadas, raiz de cor rósea na parte externa e branca internamente e de sabor picante

Parte utilizada:
 raízes. 
Princípios Ativos: ácido boerhávico, amido, boerhavina, lipídeos, matéria sacarina, sais inorgânicos (nitratos), substâncias pécticas e gomosas. 

Propriedades medicinais:
 antiblenorrágica, antidispéptica, anti-hidrópica, antileucorréica, antinefrítica, desobstruente, diurética, peitoral. 

Indicações:
 afecções hepáticas, albuminúria, anúria, baço, béri-béri, cálculo biliar, cistite, congestão hepática, dispepsia, distúrbio estomacal, edema, engorgitamento do baço, febre biliosa, fígado, hemoptise, hepatite, icterícia, nefrite, nervosismo, picada de cobras, vesícula biliar, retenção de urina, uretrite, vias urinárias. 

Contra-indicações/cuidados: não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Modo de usar: -decocção de 20 g de raíz fresca ou 10 g de raiz seca em um litro de água. Depois que ferver deixe durante 10 a 15 minutos. Após, tapar e deixar esfriar. Tomam-se 4 a 5 xícaras ao dia.

Referência :

A Cura pelas Ervas e Plantas Medicinais Brasileiras - Ricardo Lainetti e Nei R. Seabra de Britto - Editora Ediouro. 1979.
Plantas que Curam - Cheiro de Mato. Sylvio Panizza - IBRASA. 1997.
CIAGRI - Banco de plantas medicinais, aromáticas e condimentares da Universidade do Estado de São Paulo.
Plantamed - Grande cadastro de plantas e ervas medicinais.

ERVA-TOSTÃO Boerhavia hirsuta

Partes usadas: Folhas, raiz e sementes

Família: Nictagináceas

Características: Planta que cresce até 70 cm de altura, de folhas quase redondas, opostas e brancas, dispostas em panículas. Seus frutos são parecidos com os da erva-doce, porém são bem maiores, verdes e pegajosos. Sua raiz é roxa por fora e branca por dentro. Dicas de Cultivo: Nativa do Brasil, é uma planta rasteira.

Outros Nomes: Agarra-pinto, amarra-pinto, pega-pinto, tangaraca, bredo-de-porco.

Princípio ativo: Ácidos, lipídeos dentre outros.

Propriedades: Diurética, colagoga, digestiva, diurética, peitoral, antiblenorrágica, febrífuga, anti-inflamatória e anti-albuminúrica.

Indicações: Utilizada para combater anúria, cistite, congestão do fígado, hidropisia, icterícia, nefrite, hepatite, uretrite, blenorragia, leucorréia, dispepsia e albuminúria. Utiliza-se 20 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xicaras/dia.

Toxicologia: Em doses elevadas pode se tornar tóxica .

 

Pedido Fone: 43 3325 5103