Voltar ao menu principal

ERVA PASSARINHO

 

http://1.bp.blogspot.com/_tBC4jIExLhk/So84ViLREOI/AAAAAAAAB_w/kYtNwSJT3q8/s200/erva_de_passarinho_ogun.jpg

http://farm3.static.flickr.com/2490/3727348811_e3027e702b.jpg http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcS3pZTrXGiwlPKMCTWzAv5rCiFjvikRyv_2KkdXCQgzYQQWW4BheQ

http://lh3.ggpht.com/_ofF5B1eh_dM/S3wEZRIBnMI/AAAAAAAAK4U/WxPEe4UDCVM/Phoradendron%20affine%20(1).JPG

http://1.bp.blogspot.com/_tBC4jIExLhk/So84uKpXgBI/AAAAAAAAB_4/GKawi6zCoWo/s200/4094229.jpg

Erva-de-passarinho (Struthantus flexicaulis)

 

Classificação e origem da Erva-de-Passarinho.

A erva-de-passarinho é uma planta superior, parasita, que ataca geralmente as plantas lenhosas e as árvores, sugando sua seiva e podendo causar até sua morte se não for retirada. A parasita recebeu esse nome porque se espalha com a ajuda de passarinhos: eles ingerem as sementes que são eliminadas mais tarde, junto com as fezes.

O parasitismo acontece em organismos que se instalam no corpo de outros seres para deles extrair alimento. Esses organismos são chamados parasitos, e os seres que lhes servem de alimento e moradias são conhecidas como hospedeiros.

Apesar de não causar a morte, pelo menos imediata, de seu hospedeiro, enfraquece e prejudica suas funções orgânicas, sendo responsável por várias de suas doenças.

Encontramos representantes de parasitas nos mais variados dos grupos de organismos, como vírus, bactérias, protozoários, fungos, vermes, insetos e até mesmo alguns vegetais.

A erva-de-passarinho, por ser uma planta clorofilada é capaz de realizar fotossíntese, mas para isso absorve de outros vegetais a seiva bruta (água e sais minerais retirados do solo). Dizemos, por isso, que essa planta é uma hemiparasita (hemi = pela metade).

Características da erva-de-passarinho

Família: Loranthaceae Juss

Nome vulgar: Erva-de-passarinho

Nome Científico: Struthantus flexicaulis

Maleficidade da erva-de-passarinho

De difícil combate, a erva emite raízes especiais denominadas haustórios, que penetram no caule e nos ramos da planta hospedeira, sugando-lhe a seiva e causando sua degeneração. Os biólogos não sabem dizer exatamente quanto tempo uma árvore contaminada pela erva-de-passarinho demora a morrer. O tempo de vida da árvore, após a contaminação, depende de sua espécie, da qualidade do solo e de seu nível de estresse, que esta ligada ao local onde esteja fixada e ao nível de poluição do ar no lugar onde viver.

Benefícios da erva-de-passarinho

A erva-de-passarinho, Struthantus flexicaulis, o seu suco das folhas frescas, é recomendado para: Bronquites, pneumonia, pleurisias, hemoptises, dores no peito, pontadas e outras afecções respiratórias. O chá das folhas, por decocção (cozimento): Doenças do útero e hemorragias.

Erradicação da erva-de-passarinho

O combate é feito única e exclusivamente através da poda, que deve ser feita preferencialmente durante o inverno, pois as folhas das árvores secam e a praga fica mais visível. A erva de folha graúda, é mais visível e fácil de ser combatida, dificilmente volta a se manifestar sozinha na árvore após esta ser podada. Já a erva de folha miúda volta a se desenvolver caso seja deixada uma única folhinha. Muitas vezes, seu hospedeiro precisa, além da poda, enfrentar uma raspagem.

Chá de erva de passarinho – Benefícios e propriedades

De nome científico Struthanthus flexicaulis, a erva de passarinho é uma planta pertencente à família das Loranthaceae. Presentes nas áreas do cerrado do Brasil Central, a planta possui longos e flageliformes ramos que se enrolam em copas de árvores hospedeiras, emitindo novos ramos que passam a transformar outras plantas próximas também em hospedeiras.

A erva de passarinho possui folhas alternas e ovadas, além de flores verdes e pequenas que aparecem em pequenos cachos. Seu fruto é uma baga globular amarela que apresenta uma ou duas sementes, além da polpa visguenta.

A planta é conhecida como erva de passarinho por se espalhar graças a esses animais, que ingerem os frutos e, consequentemente, as sementes e eliminam em locais diferentes junto com as fezes. Normalmente atavam as plantas lenhosas e árvores como laranjeiras e goiabeiras. Elas se alimentam sugando a seiva de suas hospedeiras, podendo, inclusive, causar a morte da árvore.

A erva é difícil de ser combatida, pois possui raízes que penetram no caule da planta hospedeira, tornando-a mais difícil de ser combatida. A planta, no entanto, não precisa ser obrigatoriamente eliminada, mas isso será tratado no tópico a seguir.

Benefícios e propriedades

Apesar de normalmente ser vista como uma praga que mata outras plantas, a erva de passarinho possui benefícios e aplicações para melhorar a saúde e, por isso, algumas pessoas optam por mantê-las em seus quintais. Entre seus benefícios, encontramos o combate a bronquites, pneumonia, pleurisia, hemoptise, dor no peito, pontadas, afecções respiratórias, doenças do útero, hemorragias e tosses.

Como preparar o chá?

O chá deve ser feito com as folhas frescas da planta. Para preparar, use um litro de água e duas colheres de sopa da erva de passarinho. Em um recipiente, coloque a água e as folhas e leve ao fogo. Aguarde alcançar fervura e então desligue o fogo. Tampe a mistura e deixe descansar por um período de, aproximadamente, dez minutos. Coe e consuma em seguida, uma dose de duas a três xícaras ao dia.

Contraindicações e precauções

Não encontramos na literatura consultada contraindicações relacionadas ao consumo de chá de erva de passarinho. É importante que antes de fazer consumo de medicamentos, sejam naturais ou não, você consulte um médico especialista. Cada caso de afecção possui um tratamento indicado que deve ser fornecido por um médico e seguido pelo paciente. Se você quiser fazer tratamentos com plantas medicinais, informe seu médico de sua opção.
Fonte(s) : Enciclopédia Plantas hospedeira