image002

Voltar ao menu principal

Erva de bicho

 

http://alaketu.com.br/images/ervadebicho_small.jpg

 

http://templodeumbandapaioxala.net78.net/imagens/ervas/erva_de_bicho.jpg

http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQZokNUB85WVhav8UzN1U1l-GBfIhakMPtqKvfarRw95ma2eZObPQ

 

http://alaketu.com.br/images/ervadebicho_small.jpg

Nome científico: Polygonum Hidropiperoides
Partes usadas: Toda a planta
Família: Plygonacease

Propriedades Químicas: Possui óleos essenciais, flavonóides, terpenos, glicosídeos, cumarínico, ácidos: gálico, malônico e poligônico, antraquinonas, taninos e saponinos.

Propriedades Terapêuticas: Anti-séptica, adstringente, antiinflamatória e hemostática, hipotensora e anti-hemorroidal.

Indicações: Reduz a fragilidade capilar, combate as veias varicosas, as úlceras, a diarréia, o reumatismo e a artrite, é vermífugo e cicratrizante. Auxilia nas afecções do trato urinário. Os flavonóides são indicados para aliviar espasmos musculares, agindo como um excelente antiinflamatório. Seu uso é muito eficaz em diarréias prolongadas, desinterias e hemorróidas, sendo a saponina um ótimo estimulante da secreção gástrica. Sua propriedade mais importante é hemostática, detendo as hemorragias devido ao elemento ativo rutina, sendo eficaz nas hemorragias das vias respiratórias e urinárias. Ajuda a deter a menstruação abundante.

ERVA-DE-BICHO (Polygonum acre)

INDICAÇÕES

  • Antiinflamatória, analgésica, estimulante, vermicida.
  • Usada no tratamento de hemorróidas externas e internas, varizes, diarréia e úlcera.
  • Adstringente, vasoconstritora, hemostática, cicatrizante, antiinflamatória e diurética.


MODO DE FAZER O CHÁ

Coloque em infusão, em um litro de água fervente, duas c olheres de sopa da erva. Deixe levantar fervura, desligue o fogo e abafe por dez minutos. Coe. Tome duas a três xícaras ao dia.

Erva de bicho

A erva de bicho é originária da Ásia, contudo é comum em várias partes do mundo. Ela possui caule glabro, enraizado na base e suas folhas são alternadas de cor verde escura. Suas flores são geralmente de coloração branca ou rosada, de tamanho pequeno e dispostas em espigas terminais, longas, finas e bastante flexíveis. Desta planta podemos extrair um chá poderoso que promete ser um remédio eficaz contra males como artrite, dores musculares em geral, hemorroidas e até mesmo problemas externos de pele.

Receita do chá

É simples! Coloque 2 colheres de sopa da erva para cada litro de água. Leve a mistura ao fogo e deixe em repouso, desligando assim que alcançar a fervura. Após este processo deixe o chá abafado por um período de 10 minutos, coe e beba à temperatura morna.

É indicado seu consumo de 2 a 3 xícaras ao dia.

Propriedades

·         Analgésico

·         Anti-inflamatório

·         Estimulante

·         Vermicida

·         Antirreumático

·         Cicatrizante

·         Diurético

·         Antidiarreico

Indicações da erva de bicho

·         Em casos de reumatismo, artrite ou dores musculares: Pegue um recipiente com água fervendo e coloque sobre ele uma peneira abafada com um pano sem que ambos encostem na água. Espalhe 3 colheres da erva picada sobre o pano e abafe por um período de 10 minutos para que absorva bem os vapores. Depois aplique as ervas sobre as áreas afetadas deixando agir por meia hora. Faça o procedimento 2 vezes ao dia.

·         Estimulante da circulação, hemorroidas, fraqueza capilar e afecções urinárias: Misture 3 colheres da erva picada a uma xícara de chá de álcool de cereais a 60% e deixe repousar por 5 dias e coe. Consuma 1 colher de chá diluída em uma pequena quantidade de água por 2 vezes ao dia.

·         Em casos de hemorroidas, fissuras anais, úlceras, afecções da pele, erisipelas, rachaduras do calcanhar e eczemas: Para cada ½ litro de água fervente adicione 3 colheres de sopa da erva picada e deixe que a água alcance a temperatura morna. Aplique a mistura com um chumaço de algodão nas partes afetadas de 2 a 3 vezes ao dia e para hemorroidas faça banhos de assento massageando levemente a área.

Contraindicações

A erva pode conter propriedades emenagogas e abortivas e por isto deve ser evitado o seu consumo por gestantes ou mulheres em período de amamentação