image002

 

Voltar ao menu principal

DRAGÃO FEDORENTO

http://plantas-medicinais.me/wp-content/uploads/2010/09/1.jpg 

 

Resultado de imagem para dragao fedorento"

Resultado de imagem para dragao fedorento"

Resultado de imagem para dragao fedorento"                         

Essa planta é ornamental mas também é bastante utilizada na medicina alternativa e na fitoterapia

 

DRAGÃO FEDORENTO (Monstera pertusa, De Vries).
Família das Aráceas. Esta é uma planta trepadeira, lenhosa, de caule nodoso, grosso, até 3 cm diâmetro e ramos radicantes emitindo numerosas raízes adventícias compridas e de 4 a 6 mm de diâmetro, parte das quais se fixam nos troncos das árvores vizinhas e outra parte desce verticalmente até o solo, formando cordões de muitos metros, enquanto a planta se desenvolve como epílita sobre os ramos mais altos das árvores. É belíssima e majestosa, planta ornamental, muitíssimo cultivada nas estufas da Europa. A infusão de suas raízes é considerada muito eficaz contra a hidropisia e o artritismo, atribuindo-se ao suco a propriedade alexifarmaca; as folhas frescas e amassadas são empregadas como vesicatório e rubefaciente nos mesmos casos e ainda contra as orquites crônicas, a inflamação dos ouvidos, a erisipela, as eczemas, a caspa e as ulceras em geral, sendo que atualmente goza de boa reputação para combater as linfatites posteriores aos partos, encontrando-se nas farmácias o extrato fluido da planta sob o nome de chagas-de-são sebastião. No seu caule existe umidade, celulose, substâncias albuminóides, gomosas, sais inorgânicos, glicose, clorofila, ácido orgânico, caoutchouc, resina “mons-terina”, sendo esta última uma substância orgânica amarela, de sabor salino, solúvel na água. Tem os nomes de folha-furada, folha-rota, imbê-furado, são pedro e timbó-manso. Suas folhas, com limbo de 30 a 50 cm de comprimento e 15 a 33 cm de largura, são oblongo-oval-cordiformes, agudas no ápice e arredondadas na base, verde-escuro, irregularmente perfuradas, às vezes até dilaceradas, em geral com 6 furos, orbiculares, pequenos ou grandes, até cerca de 20 cm; seu pedúnculo de 10 a 17 cm e espadice de 10 cm, tendo na base, flores 1-sexuais, de 4 a 6 estames, nus, protegido por espata ovóide, côncava, de 15-20 cm, amarelo-brancacenta, ovário bilocular. Seu fruto é composto de bagas branco-amareladas, de 6 mm de comprimento e 4 mm de largura.

O nome científico da planta dragão fedorento é Monstera pertusa. Ele pertence à família das Aráceas. E seus nomes alternativos são: timbó-manso, folha-furada, imbê-furado, folha-rota e são pedro.

O dragão fedorento é uma planta trepadeira, lenhosa, de caule nodoso, grosso, até 3 cm de diâmetro e ramos radicantes emitindo numerosas raízes adventícias compridas e de 4 a 6 mm de diâmetro.

As raízes se fixam nos troncos das árvores vizinhas e outra parte desce verticalmente até o solo, formando cordões de muitos metros, enquanto a planta se desenvolve como epífita sobre os ramos mais altos das árvores.

 

 

Características da Dragão Fedorento

Apesar do nome infeliz, o dragão fedorento é uma planta considerada ornamental. Por isso, ela é muito utilizada na Europa em jardins sombreados e em estufas do mundo inteiro.

Suas folhas, com limbo de 30 a 50 cm de comprimento e 15 a 33 cm de largura, são oblongo-oval-cordiformes, agudas no ápice e arredondadas na base, verde-escuro, irregularmente perfuradas.

Monstera pertusa possui os frutos amarelados que podem chegar até 4mm de largura. A planta é muito utilizada na decoração e em jardins, porém ela é bastante utilizada também na medicina alternativa e na fitoterapia.

Indicação da planta dragão fedorento

indicação do chá do dragão fedorento é para artritismo, hidropisia, vesicatório, rubefaciente, orquites crônicas, inflamação dos ouvidos, erisipela, eczemas, caspa e úlceras em geral e linfatites pós-parto. A raiz pode ser utilizada para amenizar feridas causadas por picadas de insetos.

Contra-indicações

A dragão fedorento ou Monstera pertusa possui uma toxina que promove liberação de histamina pelos mastócitos. Por isso, essa planta é considerada tóxica e deve ser mantida longe dos animais de estimação e crianças muito pequenas. Essa substância pode causar asfixia.

Além disso, o chá dessa planta não é recomendado para gestantes, crianças menores de seis anos e idosos com saúde fragilizada.

Pessoas que fazem uso de qualquer medicamento não podem abandonar o tratamento convencional por conta do chá da dragão fedorento. Elas devem sempre procurar um médico antes de iniciar qualquer nova medicação, mesmo as fitoterápicas.

Por isso, sempre procure um especialista antes de mudar seus hábitos. Somente um médico saberá lhe conduzir da melhor forma para que seu organismo responda bem ao tratamento. O mais importante é o seu bem-estar e prevenção de problemas maiores.

Propriedades Medicinais

A planta possui algumas propriedades medicinais tais como anti-inflamatória, cicatrizante e antibacteriana. Ela possui ainda uma toxina, que promove liberação de histamina pelos mastócitos; sendo considerada tóxica, portanto, deverá ser mantida longe dos animais de estimação e das crianças muito pequenas.

Serve para quê?

Usada na medicina popular, em forma de chá, é usada para artritismo, hidropisia, orquites crônicas, inflamação dos ouvidos, erisipela, eczemas, caspa e úlceras em geral; além de linfatites pós-parto. A raiz macerada, pode ser utilizada para amenizar feridas, causadas por picadas de insetos.

Ela é amplamente utilizada para finalidades ornamentais, por causa da beleza de suas flores, que enfeitam jardins; praças; canteiros e jardineira.

As plantas medicinais não substituem o acompanhamento médico e em altas doses podem ser prejudiciais à saúde.