image002

Voltar ao menu principal

CIPÓ AZOUGUE

 

Cipó azougue

Cipó Azougue ( Apodanthera Smilacifolia ) - Empório Metas ...

Cipó mil homens – Para que serve essa planta?


DESCRIÇÃO: Trepadeira (Apodanthera smilacifolia) da família das cucurbitáceas, nativa do Brasil (RJ, MG), de raiz amarela, casca rugosa, folhas opostas que se alternam com os cirros; as raízes e as folhas são anti-sifilíticas, e da planta também se extrai cera e resina. Também é conhecido como azougue-do-brasil, azougue-dos-pobres e abobrinha-do-mato (Willbrandia verticillata). 

INDICAÇÃO: O chá de Cipó azougue é indicado para eczemas, feridas, furúnculos, úlceras, dores nos ossos, reumatismo, depurativo do sangue, moléstias da pele (especialmente os eczemas secos e úmidos e manchas ), pruridos, reumatismo sifilítico, sífilis e urticárias. 

COMO FAZER: Coloque em infusão, em um litro de água fervente, 2 colheres de sopa da erva, deixe levantar fervura. Desligue o fogo e abafe por dez minutos. 

*USO EXTERNO: Compressas de chá quente,  para eczemas, feridas, furúnculos, úlceras, manchas da pele, dores nos ossos e reumatismo.

Pertencente à família das Cucurbitaceae, a planta cipó azougue é trepadeira grande e possui raiz cilíndrica e amarela que chega aos três centímetros de diâmetro e até quatro metros de comprimento. Também conhecida como cota, catingueira, azougue, mercúrio vegetal, chá de boubas, cipó santo e remédio-de-gálico, a planta possui casca rugosa de coloração cinza-esverdeada por dentro e amarelo-pálido por fora. Seus ramos são fortes e flexíveis, e possuem folhas curtas, alternadas e agudas, com margens dentadas e espinhosas. Suas flores são pequenas, e toda a planta pode ser utilizada para fins medicinais.

O pó, usado para fazer o chá e as compressas, pode ser encontrado para venda em lojas de produtos naturais e algumas farmácias de manipulação.

 

Propriedades e benefícios

Entre seus princípios ativos encontramos alcaloides, taninos, flavonoides e saponinas. Suas propriedades envolvem ação anti-inflamatória, antiofídica, antissifilítica, antitóxica, depurativa do sangue, energética e laxante.

Seu consumo é indicado para casos de doubas, dartros secos, doenças venéreas, dores nos ossos, eczemas úmidos, erupções da pele, escabiose, escrófulas, feridas, furúnculos, herpes e outras moléstias da pele. Além disso, pode ser usada contra picadas de cobra, pruridos, reumatismo sifilítico, sífilis, úlceras da pele e urticárias. A planta, além de combater a sífilis, também age como um agente de prevenção da doença. Sua propriedade cicatrizante ajuda a agilizar a cicatrização da pele.

Como consumir?

Seu consumo pode ser feito por meio de infusão ou em banhos. Para doenças de pele – como furúnculos, feridas, manchas, dores, reumatismo, dores nos ossos e eczemas, por exemplo -, o uso deve ser externo. Para isso, molhe um pano com o chá da planta e faça compressas. É importante, no entanto, que a compressa seja feita com o chá ainda quente.

Como preparar o chá?

O chá – usado para todos os fins não citados acima -, deve ser preparado com a proporção de duas colheres de sopa do pó de cipó azougue para cada litro de água. Em um recipiente, coloque um litro de água e leve ao fogo. Em seguida, adicione as duas colheres do pó e aguarde alcançar fervura. Assim que a mistura começar a borbulhar, desligue o fogo e abafe. Deixe o chá descansar por cerca de dez minutos, consumindo em seguida. O chá deve ser consumido na medida de uma xícara de chá, de duas a três vezes ao dia.

Contraindicações e precauções

Não foram encontradas, na literatura consultada, contraindicações para o consumo da planta. No entanto, recomendamos sempre que, antes de consumir qualquer medicamento natural ou industrializado, você consulte um médico.



COMO BEBER: Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia.