Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\Ervas Londrina\index_arquivos\image002.jpg

Voltar ao menu principal

CIPÓ AZOUGUE

 

 

 

 

 

. PARTES USADAS: Parte aérea

ORIGEM DO PRODUTO: Brasil 

DESCRIÇÃO:
 Trepadeira (Apodanthera smilacifolia) da família das cucurbitáceas, nativa do Brasil (RJ, MG), de raiz amarela, casca rugosa, folhas opostas que se alternam com os cirros; as raízes e as folhas são anti-sifilíticas, e da planta também se extrai cera e resina. Também é conhecido como azougue-do-brasil, azougue-dos-pobres e abobrinha-do-mato (Willbrandia verticillata). 

INDICAÇÃO: O chá de Cipó azougue é indicado para eczemas, feridas, furúnculos, úlceras, dores nos ossos, reumatismo, depurativo do sangue, moléstias da pele (especialmente os eczemas secos e úmidos e manchas ), pruridos, reumatismo sifilítico, sífilis e urticárias. 

COMO FAZER: Coloque em infusão, em um litro de água fervente, 2 colheres de sopa da erva, deixe levantar fervura. Desligue o fogo e abafe por dez minutos. 

*USO EXTERNO: Compressas de chá quente,  para eczemas, feridas, furúnculos, úlceras, manchas da pele, dores nos ossos e reumatismo.

COMO BEBER: Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia. 

 

CIPÓ AZOUGE

Apodanthera smilacifolia

Descrição : Planta da família das Cucurbitaceae, também conhecida como cota, catingueira, azougue, mercúrio-vegetal, chá-de-boubas (Minas); cipó-santo, remédio-de-gálico.

Planta trepadora grande, de raiz cilíndrica, amarela, com 3cm de diâmetro e ate 4m de comprimento. Caule glabro de 1 cm de diâmetro e ate 10m de comprimento com casca rugosa cinza esverdeada, por dentro e amarelo-palido.

Ramos fortes e flexíveis verde-claro com folhas curto- pecioladas, opostas, alternadas com cirros, oblongo- lanceoladas, agudas, cordiformes na base, 8 a 20cm de comprimento por 4 a 10cm de largura, membranosas, com margens denteadas e espinhosas, glabras em ambas as paginas, verde-claro brilhante na superior e verde-esbranquigado na inferior; Flores masculinas pequenas, cálice branco tubular pubescente, pétalas tri-nervadas com 3 a 4 estames dispostas em racimos compostos. Flores femininas e frutos não relatados.

Parte utilizada: Toda a planta.

Habitat: Planta da flora nacional.

História: Uso tradicional na medicina caseira.

Princípios Ativos: alcaloides, taninos , flavonoides, saponinas.

Propriedades medicinais: anti-inflamatórios, antiofídica, antissifilítico, antitóxica (do fígado), depurativo do sangue, laxante enérgico.

Indicações: Boubas, dartros secos, doença venérea, dores nos ossos, eczemas úmidos, erupções da pele, escabiose, escrófulas, ferida, furúnculos, herpes, moléstias da pele (especialmente os eczemas secos e úmidos e manchas da pele), picada de cobra, pruridos, reumatismo sifilítico, sífilis, úlceras de pele, urticárias.

Modo de usar:

- Infuso, decocto, pó, extrato fluido, tintura, xarope, elixir, vinho.

- Infusão de 20 g em um litro de água. Tomar 3 xícaras das de chá por dia.

- Banhos: reumatismos, ulcerações da pele, herpes, escabiose, escrófulas, boubas, eczemas, dartros, pruridos, urticárias, erupções da pele.

Posologia: Adultos: tintura hidroalcoólica para uso tópico ou pomadas. Geralmente se encontram em (armadas de manipulação: 2g de erva seca (1 colher de chá para cada xícara de água) de raízes em decocto ou 4g de folhas (1 colher de sopa para cada xícara de água) em infuso ate 3 vezes ao dia, com intervalos menores que 12 hs; Com 40g de raízes água se preparam compressas para as afecções da pele; Crianças: apenas uso tópico.


Read more:
http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/cipo-azougue.html#ixzz41njqKl9b

 

Pedido Fone 43 3325 5103