image002

Voltar ao menu principal

Centella Asiatica

 

Centella asiatica

http://t2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTN2ziG-v_mDqBmPUt-vejnjuGza8yFKN0EcagCvowcoJuzd5JbZQ

http://t3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcT8__2V0kqBOKdQL2s2UFVqC8hCEbO00orjtGgOfuN_X_zW9i6O

 

http://2.bp.blogspot.com/_6m7TUptvWYQ/SHKKWQbwUHI/AAAAAAAAAB8/3Kj3YNbgvSA/s320/centella-asiatica.jpg

 

A Centella asiatica é também conhecida como Centela, Colágeno-de-Gotu, Cola-de-Gotu, Gotu-Cola, Brahmi, Chi-hsing e Pai Kuo. A Centella asiatica também inclui a espécieHydrocotyle asiatica. Pertence a família Apiaceae.

Usos Tradicionais: amnésia, asma, calvície, celulite, cicatrizes, colapso nervoso (colapso mental), confusão, demência, doença venérea, eczema, envelhecimento prematuro, epilepsia, esquizofrenia, fadiga, fraturas, lepra, loucura, malária, manchas de idade, psoríase, queimaduras, retina descolada, tuberculose, varizes.

Propriedades Medicinais: anti-reumático, antiespasmódico, diurético, febrífugo, nervino, rejuvenescedor, tônico cerebral, tônico glandular, vasodilatador periférico.

A Centella asiatica é usada fortalecer o sistema vascular e o tecido conjuntivo, alem de tratar inflamação vascular. Tradicionalmente, já foi usada para tratar lepra, vez que penetrava na camada do Lepra baccillis, de forma que ele pudesse ser destruído. A Centela ajuda a desintoxicar o corpo de substâncias químicas e drogas. Tem um efeito revitalizador nas células do cérebro e nervos.

A Centella asiatica pode ajudar estimular produção de colágeno quando usado interiormente e topicamente na pele. Também melhora o tempo de cura de uma ferida, estimulando a mitose celular e é usado para tratar queimaduras, cicatrizes (inclusive quelóides), psoríase e eczema. A Centella é muito usada em cosméticos por suas propriedades regenerativas, inclusive no combate a queda de cabelo.

Na culinária, as folhas frescas são comidas em forma de salada. Na Ásia, a pessoa pode achar uma variedade de refrigerante e sucos à base de Centella asiatica. A Centella asiatica é composta quimicamente de glicosídeos de triterpene (asiaticoside, brahmoside, thankuniside), alcalóide, tanino, beta caroteno, óleos essenciais, vitamina B, vitamina C, magnésio, aspartato, glutamato, serina, lisina, histidina. Doses grandes podem causar dor de cabeça, coceira, vertigem e perda de consciência.

A Centella asiatica é nativa do Sri Lanka. Cresce selvagem e é cultivada em toda Ásia e Indonésia. Esta planta herbácea perene floresce em torno da água, embora se desenvolva melhor em áreas umidas e pantanosas e pode crescer em áreas ensolaradas e altitudes de mais de 2000 metros. Um provérbio antigo do Sri Lanka dizia que “duas folhas de Centella por dia manteriam a velhice distante”. Acredita-se que a Centella asiatica melhora o movimento de energia entre os dois hemisférios do cérebro. Muito consomem a erva com um pouco de mel antes de praticarem meditação. Curiosamente, é um dos alimentos favoritos de elefantes selvagens.

A centella asiática possui muitos benefícios para o nosso organismo. Ela possui várias vitaminas, aminoácidos e minerais.

Ela é usada para melhorar o sistema circulatório, auxiliando em tratamentos para celulite. Também é utilizada para tratamentos de pele, diminuir a queda capilar, diminuir o estresse, reduz o envelhecimento, pois diminuem os radicais livres.

A erva pode ser utilizada em forma de cápsulas, chá ou tintura.

( Por Portal São Francisco)

Esta pequena rasteira herbácea é nativa da maior parte da Ásia, África do Sul. Ela tende a preferir a sombra e áreas úmidas. É uma grande erva culinária e pode ser colocada em saladas, sucos, e pestos. Uma das coisas mais importantes da centelha asiática é a melhora da circulação. Ela ajuda afinar o sangue e também deixa as paredes dos vasos sanguíneos mais flexíveis.

Os órgãos do corpo dependem de uma boa circulação para o bom funcionamento, o cérebro, o coração, os rins, os olhos, o nosso sistema vascular, todos estes são o órgãos que podem se beneficiar com a centelha asiática. É indicada para a aterosclerose e doença cardíaca.

É utilizada para auxiliar a memória e concentração e especialmente auxilia na função mental em doenças neurodegenerativas tais como a doença de Alzheimer. Ele tem se mostrado eficaz para a doença vascular periférica e insuficiência venosa crônica. Contribui com a impotência. Também promove a formação de tecido conjuntivo, além de ser levemente antibacteriana e anti-inflamatória , por isso é boa para a cicatrização de feridas. Tem sido usada tradicionalmente para tratar lepra (um constituinte de centelha asiática realmente ajuda a quebrar as paredes celulares das bactérias que causam a lepra, além de ser antibacteriana e promover a formação de tecido conjuntivo).

Ela também ajuda a melhorar as condições da pele , quando tomada internamente ou externamente, e tem sido utilizada para tratar a psoríase e esclerodermia. É um leve diurético e depurativo do sangue.

Cuidados: Centelha asiática tem sido utilizado tradicionalmente para ajudar a curar úlceras, uma vez que ajuda na formação do tecido conjuntivo, mas como um sangue mais fino, pode levar a hemorragia gástrica, o que pode tornar as coisas muito piores! Centelha asiática pode causar sonolência.

Contra-indicações: Não ingerir se estiver grávida ou a amamentar. Há também a preocupação de que centelha asiática pode causar danos ao fígado, por isso, se você tiver quaisquer condições hepáticas crônicas ou agudas, tomá-la com outros medicamentos podem ser prejudiciais ao fígado, tais como acetaminofeno ou estatinas.

 

 Descrição: Da família das Umbelifereas, também conhecida como cairuqui. As flores são brancas, pequenas, reunidas em pequenas umbelas e nascem na base da folha. O fruto é pequeno. Pode ser considerada uma erva daninha que prolifera na principalmente na região sul do Brasil, tem sabor amargo e acre. A colheita é feita somente das folhas sem o cabinho.

Partes utilizadas: Folhas sem o pecíolo.

Habitat: E nativa do Sudeste da Ásia, índia, Sri Lanka, China, Madasgascar, Unas dos Mares do Sul, África, EE.UU. , México, Venezuela, Colômbia e Brasil.

História: A centelha foi descoberta na década de 40 do século passado por um bioquimico francos, Lepine, que isolou um alcalóide com capacidade regenerativa sobre o sistema nervoso e o sistema endocrine. Mas a planta tem sido usada por mais de 3000 anos pela população da índia, China África e ilhas do Oceano Índico. lnúmeros animais foram sacrificados para se comprovar o que a medicina popular e folclórico asiáticas já sabiam; A Centella faz parte das tarmacopeias Ayurvedica, Chinesa e Homeopática.

Modo de Conservar: Secar à sombra, em lugar seco e pouco ventilado. De preferência, devem ser armazenadas em recipientes bem fechados, em local seco e arejado, ao abrigo da luz solar.

Indicação: Depurativo, cicatrizante, digestivo, anticelulite, estimula a irritação vaginal. metabolismo de gorduras e estimulante cutâneo. Anti-depressivo.

Princípios Ativo: Alcalóides, óleos essenciais, flavóides, quercetina, ácidos, açúcares, sais minerais, aminoácidos, fibras, cálcios e ferro.

Modo de Usar:

Como Depurativo – em uma xícara de chá coloque Uma colher de sobremesa de folhas picadas e adicione água fervente. Abafe e deixe esfriar, tome uma ou duas xícaras de chá por dia.

Como Digestivo – Coloque uma colher de sopa de folhas picadas em uma xícara de chá de álcool de cereais a 70%. Deixe em maceração por cinco dias. Coe em um pano e esprema. Tome Um colher de café, diluído em um pouco de água antes das principais refeições.

Metabolismo de gorduras – Em uma xícara de chá, coloque uma colher de sopa de folhas secas picadas e adicione água fervente. Abafe, espere amornar e coe. Tome um xícara de chá, Um hora antes das principais refeições.

Anticelulite, estimulante cutâneo e irritação vaginal – Coloque três colheres de sopa de folhas picadas em 1/2 litro de água em fervura. Deixe ferver por cinco minutos, espere amornar e coe. Faça aplicações todos os dias, após o banho, com uma esponja esfregando a pele suavemente. Para a irritação vaginal use banhos de assento.

Superdosagem: Em doses muito elevadas pode causar cefaléia e narcose, tratamento sintomático devera ser instituído.

Efeitos colaterais: Infertilidade pode ser um deles. Irritação tópica da pele, fotossensibilização da pele, dermatite de contato, eczema foram relatados com o uso de cremes dermatológicos a base de Centelha para tratamento de queloides e outras afecções da pele (Danese e cols., 1994); Entretanto a capacidade de sensibilização da planta e muito pequena. Tais reações podem ter aparecido em função da concentração elevada de princípios ativos ou o uso excessiva; (Bilbao, 1995; Danese, 1994; Gonzalo, 1996; Hausen, 1993).

Bibliografia

SOARES.I.C.; ARCHONDO.M.E.D.D. Formulações pra uso tópico contendo extrato de Centelia asiática 7996Na Congresso Nacional Cosmetologia p.225-231
SOARES.I.C.; ARCHONDO.M.E.L. Extrato de Centella asiática Urban para uso em produtos farmacêuticos e cosmeticos1997SPp.27
SOARES.I.C.; ARCHONDO.M.E.D.D. Padronização do extrato de centella asiática para uso em produtos farmaceu- ticos e cosméticos II Seminário Intemacional de farmaceu- ticos e X Congresso Paulísta de farmacêuticos 1997
ARCHONDO.M.E.L. Tecno/og/a farmacêutica aplicada a produtos naturals. Desenvolvimento, estudos de estabilidade e de liberação em formulações para uso tópico contendo extrato de Centella asiática Urb. 1999, Dissertação de Mestrado em Farmacos e Medicamentos. USP. Conselho Nac de desenvolvimento Científico e Terminologia.

Fonte: www.plantasquecuram.com.br/botanicalblessings.org