image002

 

Voltar ao menu principal

CALCIO DE OSTRA

 

Cálcio de Ostras em pó - Benefícios

Cálcio de Ostras em pó - Benefícios

Benefícios do Cálcio — Tudo o Que Você Ainda Não Sabia

Resultado de imagem para cálcio de ostras 500mg bula"

 

O Cálcio de Ostras é eficaz para fortalecimento dos ossos

O corpo, como sabemos, não é uma unidade estática. Porém com o passar do tempo, o funcionamento constante do organismo começa a diminuir e as mudanças físicas, próprias da idade avançada, começam a se instalar. A idade avançada causa, tanto no homem como na mulher, uma sequencia de mudanças rápidas, como a perda progressiva de elasticidade dos tecidos do corpo, que resulta no enrugamento da pele e na perda de flexibilidade das articulações. É certo que o envelhecimento traz consigo alterações físicas e mentais, mas isso implica, necessariamente, em perda da saúde.

Mas é sempre importante ficar atento aos sinais que o corpo dá. Essa falta de flexibilidade, comum com o passar dos anos, somada à degeneração óssea pode causar a osteoporose, caracterizada pela fraqueza dos ossos. Por se tratar de uma doença silenciosa, raramente apresenta sintomas e, na maioria das vezes, só é diagnosticada após a ocorrência de consequências mais graves como fraturas ósseas.

As mulheres são as mais atingidas pela doença, uma vez que menopausa e osteoporose estão intimamente ligadas. O estrogênio é um hormônio que influencia fortemente nossos ossos e estão presentes em maior quantidade no organismo feminino. Acontece que durante a menopausa, os níveis desse hormônio caem bruscamente, facilitando a degeneração óssea.

Um pouco menos comum, a incidência da osteoporose em jovens ainda é um desafio para a medicina. Mas, normalmente a fragilidade dos ossos da garotada pode estar associada a fraturas de repetição, com história familiar de osteoporose, presença de doenças crônicas que levam ao uso de medicamentos que baixam a densidade óssea, intolerância à lactose e até mesmo doença inflamatória intestinal – que impede a completa absorção de alguns nutrientes, como cálcio e vitamina D.

Para tratamento, antes de pensar no estroncio para osteoporose, opte por uma forma mais saudável e um produto mais natural. O risco de desenvolver a Osteoporose pode ser reduzido com a prática de exercícios regulares aliado a uma boa alimentação rica em cálcio e vitamina D.

E quando não for possível obtê-los na dieta é preciso buscar o auxílio de suplementos vitamínicos como o Cálcio de Ostras. Rico em cálcio, zinco, magnésio e vitamina D, o Cálcio de Ostras se destina a complementar e/ou suplementar o regime alimentar normal auxiliando no desenvolvimento e manutenção dos ossos e outros tecidos calcificados.

Outras informações

SOBRE

O Cálcio de Ostra representa um fonte natural de cálcio facilmente absorvido pelo organismo. O cálcio desempenha diversas funções, sobretudo para formação de ossos e dentes, é fundamental para a coagulação sanguínea, contração muscular e funcionamento cardíaco. A suplementação de cálcio é fundamental caso sua ingestão seja inadequada, ou sua absorção e/ou mineralização for deficiente.

INDICAÇÕES

• Manutenção óssea e dos dentes;

• Auxilia evitar a perda óssea progressiva;

Ajuda na contração muscular e cardíaca, impulsos nervosos e coagulação sanguínea;

• Ajuda na concentração;

O QUE É CÁLCIO DE OSTRA

Uma fonte de cálcio é o exoesqueleto de moluscos (Pó de concha de Ostra). Daí tira-se ocarbonato de cálcio, solúvel e absorvível em PH ácido. Por esta característica química, ocarbonato de cálcio é pouco absorvível em pessoas idosas (devido à hipocloridria) epacientes que tomam antiácidos etc.

De acordo com estudos feitos, o cálcio a partir deste sal é mais facilmente assimilado peloorganismo humano. O carbonato de cálcio poderá ser a fonte de cálcio na fortificação dealimentos e também no uso como suplemento alimentar.

POSOLOGIA SUGERIDA

Tomar 1 cápsula 2 vezes ao dia, ou conforme orientação de um profissional habilitado.

ATENÇÃO

Os dados referentes ao consumo excessivo de cálcio consideram principalmente o consumo de suplementos. Há três efeitos adversos mais importantes decorrentes do consumo excessivo de cálcio: nefrolitíase; síndrome de hipercalemia e insuficiência renal com ou sem alcalose; e interações entre cálcio e outros minerais, principalmente o ferro e o zinco.