Voltar ao menu principal

Bálsamo

 

 Formas de Pagamento

 


Veja detalhes do pagamento

 

BÁLSAMO DE HORTA

Sedum dendroideum


Descrição : Planta da família das crassulaceae, tambêm conhecida como bálsamo branco. É uma herbácea de até 60cm de altura, raiz axial, caule suculento, lenhoso no 1/3 inicial, muito ramificado. Folhas inteiras ovadas - lanceolares, verde-escu-ro, lustrosas, glabras, carnosas. As flores são miúdas, pardacenío-amareladas.
Reprodução por estaquia de ramos ou mesmo plantio direto das folhas. Prefere solos com bastante matéria orgânica, úmidos e semi-sombreados.
Habitat: De origem asiática, hoje se encontra aclimatada no Brasil, sendo muito conhecida e cultivada nos jardins.
História: Planta de uso corrente pela população.
Partes utilizadas : Folhas.
Indicações e utilização: Contusões, entorses - antiedematoso e resolutivo; Ferimentos por traumatismo, cortes, esfoladuras-analgésico e vulnerário; Inflamações gastrintestinais; Cefaléias.

Princípios Ativos: Mucilagens; Alcalóides piperidínicos; Triterpenos; Sesquiterpenos; Taninos hidrossolúveis.

Propriedades medicinais: cicatrizante e balsâmica.

Parte utilizada: folhas suculentas in natura.
Contra-indicações/cuidados: Não encontrados na literatura consultada. Porêm nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Efeitos colaterais: Não encontrados na literatura consultada. Porêm nenhuma planta deve ser consumida em excesso.
Farmacologia: A presença de alcalóides piperidínicos favorece duas conclusões - a planta pode ter ação farmacologia útil; e também pode envolver algum nível de toxidade. Não encontramos relatos de estudos clínicos ou pesquisas que validem os usos tradicionais, ficando mais uma vez com o uso empírico da planta a ser confirmado em laboratório
Posologia:10g de folhas frescas centrifugadas ou batidas em liquídificador com 200ml de leite, para queixas gastrintestinais.
Adultos e crianças: uso tópico - emplastro de folhas frescas diretamente sobre a área afetada. A quantidade de folhas a serem utilizadas é proporcional à área a ser tratada; considera-se que 1 xícara de folhas são suficientes para cobrir uma lesão muscular de 1 adulto
Resumo Clínico: Usos etnofarmacológicos: vulneraria, resolutiva e analgésica.