Voltar ao menu principal

AQUILEIA-MIL FOLHAS

 

Formas de Pagamento

 


Veja detalhes do pagamento

 

MIL-FOLHAS


Nome científico: Achillea millefolium L.

Família: Asteraceae.

Sinônimos botânicos: Achillea borealis subsp. Arenicola (Pollard) D.D. Keck, Achillea borealis subsp.
Californica (Pollard) D.D. Keck, Achillea lanulosa Nutt., Achillea lanulosa subsp. Alpicola (Rydb.) D.D. Keck, Achillea laxiflora Pollard & Cockerell, Achillea pecten-veneris Pollard

Outros nomes populares: alevante, anador, aquiléa, aquiléia, aquiléia-mil-flores, aquiléia-mil-folhas, atroveran, botão-de-prata, erva-carpinteira, erva-carpinteiro, erva-das-cortadelas, erva-das-damas, erva-de-carpinteiro, erva-de-cortadura, erva-de-são-joão, erva-do-bom-deus, erva-do-carpinteiro, erva-dos-carreteiros, erva-dos-cortadores, erva-dos-golpes, erva-dos-militares, erva-dos-soldados, levante, macelão, marcelão, mil-em-rama, mil-ramas, milefólia, milefólio, mil-em-rama, mil-em-ramas, milfolhada, mil-folhada, milfólio, mil-ramas, mil-ramos, novalgina, pêlo-de-carneiro, pestana-de-vênus, ponta-livre, prazer-das-damas, pronto-alívio, salvação-do-mundo; mil en rama (espanhol), mille-feuilles (francês), yarrow (inglês), millefoglio (italiano).

Constituintes químicos: achileína, achilina, ácido aquilêico, ácido caféico, ácido clorogênico; ácido fórmico, ácidos graxos; ácido isovalérico, ácido mirístico, ácido salicílico, açúcares; alcalóides; aminoácidos; aquineína, azulenos, bataínas, betaína, borneol, pró-camazuleno, canfeno, cânfora, p-cimeno, cineole, cumarinas, derivados terpênicos e sesquiterpênicos, eugenol, fitosterol; flavonóides (apigenina, epigenol, luteolina e seus glicosídeos, artemetina, rutina, tuteolol); formaldeído, furfural, glicosídeos amargos, heterosídeos cianogênicos; inulina, lactonas sesquiterpênicas; limoneno, linalol, milefina, minerais: P e K; mucilagens; óleo essencial (cineol, proazuleno); a-pineno, ß-pineno, quercetina, quercitrina, resina, sabineno, tanino, a-terpineno, trigonelina, a-tujona, vitamina C;

Propriedades medicinais: adstringente, amarga, analgésica, antibiótica, anticaspa, anticelulítica, antidispéptica, antiespasmódica, anti-helmíntica, anti-hemorrágica, anti-hemorroidária, antiinflamatória, antimicrobiana, antiperspirante, antipirética, anti-reumática, anti-séptica, aperiente, aromática, carminativa, cicatrizante, colagoga, colerética, diaforética, digestiva, diurética, emenagoga, estimulante, estomáquica, eupéptica, expectorante, hemostática, hepática, hipotensiva, refrescante, reestabilizante da circulação sangüínea, tônica, vulnerária.

Indicações: abscesso, acne, adinamia, adstrição; afecções da pele (abscessos, feridas, eczemas, etc.); afecções urinárias, alopecia, amenorréia, cálculo renal, calmante, cefalalgia; circulação, cólicas menstruais, contusões, pulmonares e dérmicas; debilidade geral, depurar o sangue, desintoxicar o organismo, diarréia, distúrbios nervosos, dores de cabeça; dores de estômago e de dente; eczema, enurese nas crianças; escarlatina, escarros; espasmos gastrintestinais e uterinos; falta de apetite, febre intestinal e intermitente, feridas, fígado, fissuras anais, flatulência, gastrite, golpes, gota, greta; hemorragias nasal, uterinas e dos pulmões; hemorróidas, incontinência urinária; inflamação das mucosas da boca, gástricas e intestinais; inflamações e rachaduras na pele, insônia, intestinos, má digestão, manchas, mucosidade intestinal, pleuris, poros dilatados, problemas digestivos, problemas de secreção da bile, psoríase, queimaduras, regularizar a menstruação, resfriado, rins, sardas e manchas na pele, sarna, transpiração nos pés; trombose cerebral e coronarianos; tumores, úlceras, úlcera gástrica, varizes, vesícula, vômitos sangüíneos.

Aromaterapia: eliminar impurezas, estados de depressão e cansaço.

Parte utilizada: flores, folhas, caules, rizomas.

Contra - indicações/cuidados: mulheres em lactação e gestantes. Evitar a ação do sol na epiderme molhada com o suco da planta fresca. Há possibilidade de intoxicação de animais domésticos. Não deve ser tomado em doses fortes nem durante um período prolongado.

Efeitos colaterais: pode causar irritação dérmica com coceira e inflamação, podendo levar à formação de pequenas vesículas, inflamação ocular, dores de cabeça e vertigens. O uso durante a gravidez, pode provocar sangramentos.

Modo de usar:
- Uso interno:
. crua, picada, em saladas ou como acompanhamento de pão e manteiga: desintoxica o organismo, depura o sangue e ativa as funções renais; perturbações gástricas, diarréia, gases intestinais, hemostático, dores da menstruação;
. Infusão de 10 a 15 g da erva fresca (seca 2 a 4 g) em 1 litro de água, tomar 3 xícaras ao dia;
. infusão das flores: gastrite e úlcera gástrica;
. tintura em álcool 45%: 2 a 4 ml, três vezes ao dia;
. extrato fluido em álcool 25%: 2 a 4 ml, três vezes ao dia;
. xarope: 20 a 50 ml por dia;
. maceração de 5 g em 100 ml de vinho branco por 10 dias. Tomar um cálice pequeno 2 ou 3 vezes ao dia;
. decocção de 2 g da raiz seca em um litro de água. Tomar 3 xícaras ao dia: nervosismo e esgotamento físico e mental.
- uso Externo:
. decocção ou infusão: 10 a 15 g de erva em 1 litro de água. Massagear o couro cabeludo contra queda de cabelos e calvície;
. decocção ou infusão: 25 a 30 g da planta por litro de água: feridas etc.;
. sumo: lavar a planta, retirar o sumo e aplicar sobre ferimentos e ulcerações;
. pomadas anti-reumáticas;
. supositórios: anti-hemorróidas;
. compressas ou cataplasmas: aplicar a planta fresca sobre o local afetado (feridas e úlceras).
. ablução: macerar 100 g de flores e 100 g de folhas durante 1 dia em 2 litros de água. Após, aquecer, sem ferver, e aplicar na área afetada por 15 minutos: hemorróida;
. loções, fomentações e cataplasmas: afecções dérmicas e machucaduras;
. das folhas e flores secas e pulverizadas: feridas recalcitrantes;
. peles oleosas acnéicas: massagens e banhos relaxantes e descongestionantes;
. produtos infantis: cremes, xampus e loções: 1 a 5%;
. extrato glicólico: tônicos capilares, xampus e produtos para banho de espuma: 2 a 5%;
- usos específicos:
. varizes: decocção de 10 g de flores em ½ litro de água. Esquentar em fogo brando por 30 minutos. Tomar 2 xícaras pela manhã, em jejum, e outra à noite. Aplicar compressas mornas no local afetado, 2 vezes ao dia.
. ferimentos: Aplicar infusão com gaze ou aplicar as próprias folhas e flores frescas, limpas e esmagadas sobre as lesões Xampu para fortificar.
. hemorróidas, fazer banho de assento por 7 dias e toma-se o chá fraco.

Foto é encontrada em:
Achillea-millefolium.html
Achillea-millefolium2.html
Achillea-millefolium3.html

Algumas espécies do gênero: Achillea.

Se você tem dúvidas quanto ao significado de alguma das palavras usadas nesta página consulte no Glossário.

 

Pedido Fone 43 332 55103