Voltar ao principal

ANGICO

 

Formas de Pagamento

 


Veja detalhes do pagamento

 

 
Outros nomes populares: acácia-angico, acácia-virgem, angico, angico-bravo, angico-castanho, angico-de-casca, angico-do-campo, angico-fava, angico-preto, angico-rajado, arapiraca, cambuí, cambuí-ferro, corupa, guarapiracaí, paricá.

Constituintes químicos: taninos, corante, resina, mucilagem.
Goma: oxidasse, galactana, arabana, arabinose, angicose (açúcar), mucilagem, péptica;
Casca: tanino, corante, resina, mucilagem.

Propriedades medicinais: adstringente, antiblenorrágico, anti-hemorrágico, depurativo, expectorante, hemostático, peitoral, tônico, vulnerário.

Indicações: afecção das vias respiratórias, anginas (em gargarejos), bronquite, coqueluche (goma), contusão (tintura da casca), corrimento, corte, debilidades, diarréia, disenteria, dismenorréias, expectorante, hemorragia, hemorragias uterinas, inapetência, leucorréica (lavagens), metrorragias, raquitismo,  tuberculose, úlcera (lavagens).
goma: afecções bronco-pulmonares, bronquites, expectoração, faringites, tecidos inflamados (uso tópico), tosse.

Parte utilizada: goma, casca.

Contra- indicações /cuidados: não deve ser usado internamente por grávidas e lactantes. TÓXICA. Sementes e folhas secas são alucinógenas, as folhas são tóxicas para o gado.
O uso pode provocar escoriações no septo nasal e nas mucosas da boca.

Modo de usar: semelhantes a Anadenanthera peregrina (L.) Speng.
- decocção de 50 g de casca em um litro de água. Para uso externo ou adoça-se com mel e toma-se até seis colheres de sopa por dia (4 em 4 horas);
- decocção de 25 g de goma (resina) em um litro de água para uso externo ou para beber até seis colheres de sopa por dia, adoçado com mel;
- infusão ou decocção das cascas a 5% - dose máxima diária: 200 ml;
- extrato fluido - dose máxima diária: 10 ml;
- infusão de 5 g em 200 ml de água fervente (tosse ou bronquite). Tomar 3 xícaras por dia;
- pó da casca e da goma, dissolvidas em água morna açucarada: tosses, bronquites, afecções das vias respiratórias;
- infusão de 30 g de cascas em meio litro de água quente. Tomar três xícaras por dia; Externamente em gargarejos e também em lavagens vaginais nos corrimentos;
- xarope da casca: 50 g de casca em 600 ml de água com açúcar. Tome 3 colheres de sopa do xarope por dia em caso de bronquite e tosse;
- tintura: coloque 300 g de casca em 1 litro de álcool. Após 3 dias filtre e use esta tintura em caso de golpes e contusões (uso externo). Para lavagens 20 ml da tintura em 500 ml de água: leucorréia e úlceras;
- goma: dissolva 2 g de goma em água morna ou em infusão de folhas de malva adoce com mel ou açúcar: tosse e bronquite.

Algumas espécies do gênero: Anadenanthera.

Se você tem dúvidas quanto ao significado de alguma das palavras usadas nesta página consulte no Glossário.

 

ALERTAS sobre o Uso de Plantas e Ervas Medicinais:

1 - As plantas e ervas medicinais, mesmo sendo medicamentos naturais, podem intoxicar, cegar, provocar coma e até matar!
2 - Todas as plantas têm mais de um princípio ativo. Algum dos princípios ativos pode ser contra indicado para o usuário.
3 - As informações deste site têm apenas os fins educacional, de pesquisa e de informação. Elas não devem ser usadas para diagnosticar, tratar, curar, mitigar ou prevenir qualquer doença muito menos substituir cuidados médicos adequados.
4 - Consulte sempre um especialista!
5 - Tome cuidado especial ao manusear ervas e as mantenha longe das crianças.

Fone 43 3325 5103