Descrição: C:\Users\Ervas\Desktop\Ervas Londrina\index_arquivos\image002.jpg

Voltar ao principal

ALFAZEMA

 

 

Descrição: Alfazema Formas de Pagamento

Descrição: Alfazema

Descrição: Alfazema
Veja detalhes do pagamento

Descrição: Alfazema

PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS

Anti-séptico, tônico do sistema nervoso, antiespasmódico, calmante dos nervos, digestiva, antibacteriana, carminativa, favorece o fluxo biliar. Para o uso externo:ligeiramente revulsivo, sendo empregada no reumatismo.

USOS MEDICINAIS

Nevralgias, hemicrania, excitação nervosa,insônia, vertigens, contusões, feridas, inapetência, má digestão, asma, coqueluche, faringite e laringite.

DOSAGEM INDICADA

Asma, bronquite, tosse, catarro, gripes, sinusites, tensão nervosa, depressão, insônia, vertigens, cistites, enxaquecas: coloque 2 colheres de flores em 1 xícara de álcool de cereais a 60%.Deixe em maceração por 5 dias e coe. Tome 1 colher (café) diluída em um pouco de água, 2 vezes ao dia. Pode também adicionar este preparado à água de banho.Faça banho de imersão por 20 minutos.

Asma, bronquite, tosses, catarro e gripes:

Decocção

Ferver por 2 minutos, em um litro de água, 60g de sumidades floridas de alfazema. Filtrar e beber o líquido de 4 a 6 xícaras ao dia.

Infusão

Colocar em infusão, por 5 minutos, 5 g de flores de alfazema em uma xícara de água fervente. Adoçar com mel e beber. Repetir a dose 4 vezes ao dia.

CANSAÇO

Óleo de alfazema

Em um recipiente, colocar 3 quartos de litro de um bom azeite e um punhado de flores frescas de alfazema. Fechar bem o recipiente e colocá-lo em um lugar fresco onde deve ser deixado por cerca de 20 dias. Filtrar o óleo sobre um tecido de linho. Pingar algumas gotas do óleo sobre um torrão de açúcar e deixar derreter lentamente na boca.

Também algumas gotas de essência de alfazema sobre as têmporas e pulsos dará um grande alivio àquele que se sente cansado por excesso de trabalho ou por uma vigília prolongada.

CONTUSÕES

Alcoolato de alfazema: colocar em infusão, por 15 dias, 50 g de flores de alfazema em 1 litro de álcool. Filtrar o líquido e colocá-lo em um vidro provido de tampa em esmeril. Contra as contusões, friccionar suavemente com um pouco de líquido para aliviar as dores e fazer desaparecer a inflamação.

FRICÇÕES

Verter na palma da mão algumas gotas de essência de alfazema e friccionar a região contundida. A essência de alfazema encontra-se à venda em farmácias especializadas.

Diurético

Colocar por cinco minutos 5g de flores de alfazema em uma xícara de água fervente. Filtrar e beber 3 xícaras ao dia.

ESTÔMAGO(MÁ DIGESTÃO)

Óleo de alfazema, vide cansaço. Pingar algumas gotas do óleo de alfazema em um dedo de água ou um torrão de açúcar para tomar após a refeição.

Alcoolato de alfazema, vide contusões. No álcool empregado para uso interno, certificar-se ser álcool de cereais, próprio para consumo. Antes de cada refeição, beber dois dedos de água na qual foram diluídas alguma gotas de alcoolato de alfazema.

EXCITAÇÃO NERVOSA

Infusão

Em uma xícara de água quente, colocar em infusão uma pitada da mistura obtida com: 30 de flores de alfazema, 10g de camomila, 5g de hipérico, 5g de lúpulo, 5g de raiz de valeriana. Filtrar o líquido e beber antes de deitar-se.

Inalação

Em uma tigela com água fervente e esfumaçante colocar algumas gotas de essência de alfazema, colocar a cabeça sobre o recipiente, tendo à testa uma toalha. Aspirar profundamente os vapores.

FARINGITE

Decocção

Ferver por dois minutos 40g de flores de alfazema em 1 litro de água.

Filtrar o líquido ainda morno. Tomar de 4 a 6 xícaras ao dia.

FERIDAS

Desinfetante

A falta de um desinfetante alcoólico pode ser suprida, momentaneamente, com alguma gotas de essência de alfazema vertidas sobre a ferida.

HEMICRANIA,VERTIGENS

Ver cansaço.Tomar seis ou sete gotas muitas vezes ao dia. Contra as vertigens, algumas gotas em pouca água.

INSÔNIA

Alcoolato de alfazema

Ver contusões. Pingar algumas gotas de alcoolato em um torrão de açúcar e deixar derreter na boca.

Decocção

Ferver uma pitada de alfazema em uma xícara de água. Filtrar,adoçar e beber antes de deitar-se.

Infusão

Ver excitação nervosa. Uma ou duas xícaras antes de deitar-se.

LARINGITE, COQUELUCHE E TOSSE

Infusão

Colocar 50g de flores de alfazema em um litro de água fervendo. Filtrar e beber de 4 a 5 xícaras, adoçadas com mel, durante o dia.

NEVRALGIA

Óleo de alfazema

Ver cansaço. Algumas gotas de óleo sobre um torrão de açúcar. Deixar derreter na boca.

Infusão

Misturar as seguintes ervas: 20g de flores de alfazema,60 g de flores de prímula medicinal e 20g de flores de camomila. Colocar 5g desta mistura em uma xícara de água fervente e deixar repousar por meia hora. Filtrar e beber em seguida. A dose deve ser repetida de 2 a 3 vezes ao dia.

Corrimento vaginal,prurido vaginal,sarna,piolho

Coloque 2 colheres(sopa) de flores em 1 xícara (chá) de vinagre branco. Deixe em maceração por 3 dias e coe. No caso de pruridos e corrimento vaginal,adicione 2 colheres(sopa) à água de banho. Faça banho de assento 1 vez ao dia. Para piolhos aplique no couro cabeludo, com ligeira massagem, deixando agir por 2 horas. Em seguida enxágüe e passe o pente fino. Para sarnas, aplique com um chumaço de algodão.

Escaras de decúbito, queimaduras, picadas de inseto, afecções da pele(eczemas,dermatites e psoríases):

Em 1 xícara(chá) coloque 2 colheres (sopa) de flores e adicione óleo de cozinha. Leve ao fogo, em banho-maria, por 1 hora. Espere amornar e coe. Aplique nos locais afetados, com um chumaço de algodão, de 2 a 3 vezes ao dia.

CONTRA-INDICAÇÕES

Seu uso dentro das doses preconizadas não tem contra-indicação. Nas mulheres grávidas deve-se evitar o uso em doses altas por ser estimulante uterino.

USO CULINÁRIO

Conta-se como curiosidade que uma rainha inglesa gostava de conservas condimentadas com alfazema. Pode-se também fazer um vinagre de alfazema, macerando-se alguns caules da alfazema em vinagre branco por 3 semanas. No Marrocos suas flores são usadas numa mistura de especiarias em pratos finos.

PARA EMPREGOS CASEIROS

Água de colônia anti-séptica

Deixar macerar, por vinte dias, 60g de sumidades floridas de alfazema em 1 litro de álcool de cereais a 60º. Filtrar e conservar a água-de-colônia em vidro fechado. Além de ser utilizada para fricções sobre o corpo, após o banho, serve também para desinfetar as mãos e banhar as têmporas e as narinas após ter-se estado próximo a um doente atingido por uma moléstia infecciosa, ou quando se está cansado e acalorado.

Água de alfazema n° 1

Misturar os seguintes ingredientes: 200g de álcool a 80º,10g de essência de alfazema,1 g de essência de cravo, 2g de essência de citronela, 5g de essência de bergamota. Deixar em maceração por vinte dias, filtrando em seguida e conservando o líquido em garrafa.

Água de alfazema nº 2

Misturar os seguintes: 1 litro de álcool a 80º, 8g de essência de alfazema, 5g de essência de cedro, 8g de essência de bergamota, 3g de essência de benjoim, 15g de alcoolato de melissa. Após vinte dias,filtrar o líquido e conservá-lo em garrafa.

Banho perfumado

Misturar 150g de bicarbonato de sódio, 100g de ácido tartárico, 25g de amido de banho, 100g de óleo de amêndoa, 10g de essência dealfazema, 5g de essência de bergamota. Misturar todos os ingredientes e conservar a pasta em um vidro. Usar uma colherinha para cada banho.

Saquinhos perfumados para a roupa branca

Misturar todos os ingredientes após tê-los triturados até reduzi-los a p: 25g de sementes de lírio germânico, 30g de pétalas de rosa secas, 7 g de canela, 10g de cravo. Distribuir a mistura em saquinhos e colocar em gavetas, no meio da roupa, ou pendurar nos armários.

Sais aromáticos de alfazema

Escolher um vidro com tampa esmerilhada, preenchendo-o com carbonato de amônia em grãos. Adicionar depois uma solução composta de 3 gotas de essência de rosas, 2 gotas de essência de cravo, 1 gota de essência de canela, 3 gotas de essência de bergamota. A solução deve preencher os interstícios entre as paredes do vidro e os grãos de sal.

Fonte: ci-67.ciagri.usp.br

ALFAZEMA (OU LAVANDA)

Nome Científico

Lavandula officinalis ,lavanda angustifolia / família Labiadas

Nomes Populares

Alfazema, lavanda, lavândula, nardo, espicanardo Também conhecida por levante.

ORIGEM

Cresce principalmente nas regiões quentes do Mediterrâneo, encontrada aclimatada e nativa em diferentes pontos do globo, a alfazemafoi trazida para a América pelos colonizadores, sendo aclimatada no Brasil. Tem aroma suave, haste ereta e densa ramagem. Suas folhas são longas e finas, cobertas de pêlo esbranquiçados na face inferior. As flores, azul-violáceas, reúnem-se em espigas terminais. Todas as partes da planta são perfumadas, mas principalmente as flores, que contém um azeite volátil. Também chamada de lavanda.

Desde há muito conhecida e utilizada pela Humanidade. Batizada de nardus pelos gregos, assim batizada por causa de Naarda, cidade síria à beira do rio Eufrates.A tranquilidade e a pureza são inerentes à fragância de alfazema.

LENDAS E MITOS

Perfume fresco e limpo, era o aditivo de banho preferido dos gregos e romanos, e o nome deriva do latim lavare (lavar). Conta-se que a peste não chegava aos fabricantes de luva de Grasse pois eles usavam a alfazema para perfumar o couro.

Isso fez com que as pessoas na época andassem sempre com alfazema.

Durante as duas Grandes Guerras, a alfazema foi utilizada para limpar os ferimentos; seu óleo vem sendo testado em bandagens cirúrgicas.

Bastante utilizada em banhos de purificação.

CARACTERÍSTICAS E CULTIVO

 

Subarbusto perene, de 30 a 60 cms de altura,muito ramificado.

Folhas opostas, estreitas, verde acinzentadas, com 2 a 5 cms de comprimento. Flores em espigas, que vão do branco, azuis, brancas ou róseas. O caule é quadrado, tornando-se lenhoso a partir do segundo ano, quando deve ser replantada.Cresce bem em solos arenosos e cálcareos.

Prefere locais ensolarados e bem drenados, protegidos do vento. Outras espéciesMLavandula officinalis, L. spica, L. lanata, L.a. Vera, L.dentata, L. stoechas Rosmaninho, L. a. Nana alba

PARTES USADAS

Folhas e flores

INDICAÇÕES E USOS

Na Antigüidade, a alfazema era uma das principais ervas utilizadas nos banhos dos gregos e romanos.

Como remédio, suas aplicações são muitas.

Diurética, expectorante, sedativa, antiinflamatória, sudorífica, antiespasmódica, anti-séptica, cicatrizante e colagoga.

Infusão para dores de cabeça e acalma os nervos.

Alivia falta de urina, doenças de baço, cãimbras, gota, inapetência, insolação, fraqueza, vômitos, hipocondria,falta de regras, insolação, vômitos.

Bom para digestão, dores reumáticas, tosses e resfriados, cistites e inflamações das vias urinárias, facilita a produção e eliminação da bile, combate enxaqueca.

Gargarejo com decoção das flores alivia a dor de dente.

Infuso- 5 gs de flores em 100 ml de água fervente por 10 minutos. Tomar 3 vezes ao dia, entre refeições.

Macerado- 10 gs em 100 ml de azeite, por 4 semanas ou em banho maria por uma hora e deixe macerar no mínimo 7 dias. Tomar 5 gotas como no infuso.

É uma erva tônica, antimicrobiana, antiespasmódica, diurética e antipútrida.

Seu chá é recomendado para dor de cabeça, enxaqueca,tontura, dor de garganta, tosse, coqueluche, faringite, laringite e asma.

Tanto em chás como na forma de óleo essencial, esta erva acalma o sistema nervoso e facilita o bom sono.

É recomendada também para combater vertigens,leucorréia e paralisações da língua.

Combate cólicas e gases dos bebês recém-nascidos.

Para uso externo, é empregada contra o reumatismo.

COSMÉTICA

O suave aroma da alfazema faz com que ela seja amplamente utilizada no preparo de sachês, sabonetes e perfumes.

Fazer uma água tônica para acelerar a substituição das células nas peles sensíveis e como anti-séptica contra acne.

Agente de limpeza e tônico para todos os tipos de pele.

Recomendável para peles com acne

Uma decocção de sumo de pepino com lavanda dá uma boa loção de pele.

USO CASEIRO

Fazer com a flor saquinhos para gavetas (espanta traças), almofadas e poutporris.

O infuso das flores esfregado no couro cabeludo livra-o de parasitas; alguns veterinários também utilizam para destruir piolhos e outros parasitas.

Moscas e mosquitos também não gostam do seu cheiro, poutpourris com lavanda afastam os insetos.

USO CULINÁRIO

Flor para aromatizar compotas

AROMATERAPIA

O óleo essencial é usado para cortes, queimaduras, reumatismo, alergias de pele, queimaduras de sol, dor de cabeça,insônia, problemas inflamatórios, brotoeja, artrite, pelas propriedades bactericidas e anti-viróticas.

Também é eficaz para restaurar a circulação dos pés.

O banho perfumado com óleo essencial de alfazema é excelente tratamento contra a insônia.

Efeitos colaterais

Evitar uso prolongado.Torna-se excitante se usada em dose tóxica.

É planta inadequada à água de chimarrão pelo gosto canforado da infusão.

NA RELIGIÃO

Uso mágico

Na África as flores e folhas são usadas contra maus-tratos maritais.

Significa universalmente pureza, castidade, longevidade, felicidade. Dormir sobre ramos de lavanda abranda a depressão.

É usado em banhos e defumações para melhorar o astral mental e espiritual.

Em adultos, atrai o sexo oposto com grande afeição.

Muito usado em banhos para crianças menores de 7 anos.

INSENSO

Alfazema: afasta o medo e a insegurança e ajuda a equilibrar as emoções e a superar as desilusões amorosas.

Também permite que você raciocine com maior clareza e serenidade.

Fonte: br.geocities.com

 

Pedido Fone 43 332 55103