Voltar ao principal

ALCAÇUZ

 

Descrição: http://www.walldesk.com.br/pdp/1024/17/07/Lough-Key-Forest-Park,-Ireland.jpg

 

Descrição: Raiz do Alcaçuz, Planta medicinal

 

Descrição: http://vidadequalidade.org/wp-content/uploads/2011/06/O-que-%C3%A9-o-Alca%C3%A7uz-e-para-que-serve1.jpg

O alcaçuz (Glycyrrhiza glabra) é uma planta da família das leguminosas e do gênero Glycyrrhiza que possui raízes adocicadas, ricas em glicirrizina e das quais se extrai um xarope usado em confeitaria, em medicamentos para tosse e na produção de alguns tipos de cerveja. (Fonte: Wikipedia).

Nomes Populares:

  • glicirriza,
  • salsa,
  • regoliz,
  • regaliz,
  • pau doce,
  • raiz doce,
  • alcaçus,
  • alcaçuz da europa,
  • alcaçuz glabro,
  • madeira doce.

 

Propriedades:

  • É antiinflamatória,
    • antimicrobiana,
    • antioxidante,
    • antitóxica,
    • anti-séptica,
    • tônica
  • Tem propriedades aromáticas,
    • diuréticas,
    • expectorante,
    • laxante,
    • refrescante,
  • Cura casos de bronquites
    • catarros,
    • conjutivite
    • furúnculos,
    • gota
  • Auxilia em problemas da bexiga
    • dificuldade de urinar
    • pedra e cálculo,
    • prisão de vente
  • Também é indicada para feridas,
    • inflamações,
    • resfriados,
    • rouquidão.

BENEFÍCIOS PRINCIPAIS:

O alcaçuz é útil nos problemas respiratórios porque combate os vírus que atacam o tracto respiratório, alivia sintomas como a tosse e as dores da garganta

 e ajuda a tornar mais fluida a expectoração. O seu efeito sobre as glândulas supra-renais torna-o útil no tratamento da síndroma da fadiga crónica, da fibromialgia e de outros distúrbios afectados pelos níveis de cortisol — a principal hormona supra-renal — no sangue. Pode ainda tomar–se a planta em todos os casos que envolvam inflamação. É especialmente benéfica contra hepatites, pois combate a inflamação do fígado e ataca o vírus que frequentemente desencadeia a doença.
A forma ADG não actua do mesmo modo que a raiz. O ADG promove a produção, pelo organismo, de substâncias que revestem o esófago e o estômago, protegendo-os dos efeitos corrosivos dos ácidos gástricos, sendo portanto útil em casos de indigestão, úlceras e cólon irritável. Vários estudos mostraram que o ADG era mais eficaz do que certos fármacos normalmente prescritos para aliviar os sintomas das úlceras. Só actua, porém, quando misturado com a saliva, razão por que a forma de ADG em bolacha mastigável é preferível às cápsulas nos casos de problemas digestivos. As bolachas podem ainda ser úteis para acelerar o tratamento das aftas.

OUTROS BENEFÍCIOS:

O alcaçuz pode ser útil nos problemas menstruais e da menopausa, pois possui propriedades estrogénicas moderadas, podendo combinar-se com os receptores de estrogénios. Assim, quando há quantidades excessivas de estrogénios no organismo (como na síndroma pré-menstrual), a glicirrizinabloqueia o seu acesso e reduz os seus efeitos; quando o nível de estrogénio é baixo (como acontece depois da menopausa), ela actua como substituto, mais fraco mas eficaz. Os cremes tópicos de alcaçuz acalmam a irritação da pele causada por situações como o eczema.

CURIOSIDADES

Estudos laboratoriais preliminares feitos em animais sugerem um possível efeito anticancerígeno do alcaçuz, principalmente na prevenção dos cancros do cólon e da mama. A glicirrizina, seu principal componente, pode ser a responsável por este efeito, uma vez que aumenta a actividade do sistema imunitário. Podem também estar envolvidos os fitoestrogénios presentes na raiz, pelo menos no que respeita ao combate ao cancro da mama. 
Segundo um estudo recente, o alcaçuz pode ajudar a manter as artérias limpas, logo a prevenir a doença cardíaca. Os investigadores verificaram que a ingestão diária de 100 mg de raiz de alcaçuz era suficiente para reduzir os danos do colesterol LDL («mau»), grande responsável pela formação de placa ateromatosa.

DOSAGEM:

Para estados inflamatórios, fadiga e outros distúrbios. Tomar extracto de raiz de alcaçuz três vezes por dia em cápsulas ou comprimidos de 200 mg (normalizados para conter 22% de ácido glicirrizínico ou de glicirrizina) ou o equivalente de extracto em líquido. Para a indigestão e problemas relacionados. Mastigar de 2 a 4 bolachas de 380 mg de ADG três vezes por dia.

Para eczema: Aplique creme sobre a área afectada três a quatro vezes por dia.

UTILIZAÇÃO:

Os suplementos de raiz de alcaçuz podem tomar-se em qualquer altura do dia. Ao tomar ADG, mastigue bem as bolachinhas cerca de 30 minutos antes das refeições. Os rebuçados são a forma mais eficaz para tratar as dores de garganta.

A maioria dos rebuçados de alcaçuz são adoçados com óleo de anis. Mas, se se fizer um consumo exagerado de rebuçados ou de barras de alcaçuz puro, pode sofrer-se uma subida da tensão arterial.

Compre comprimidos de DGL mastigáveis em que o componente ácido glicirrízico tenha sido removido (este ácido pode provocar retenção de líquidos e tensão arterial alta).Tome um ou dois comprimidos de 380 mg (deixe dissolver completamente na boca) três vezes por dia. Pode utilizar com a frequência que desejar e pode mesmo considerar a toma de DGL a longo prazo (durante pelo menos três meses) se sofrer de úlceras crónicas na boca.

Possíveis efeitos secundários
A raiz de alcaçuz faz subir a tensão, pelo que não devem exceder-se as doses recomendadas. Se precisar de tomar alcaçuz durante mais de um mês, controle a sua tensão arterial. Os rebuçados de alcaçuz puro (ao lado) aumentam a tensão se tomados em excesso. O ADG não provoca aumento de tensão nem apresenta outros efeitos secundários.

Precauções:


Veja detalhes do pagamento